O País – A verdade como notícia

Mambas chegam a Douala com veneno reforçado

A selecção nacional de futebol, os Mambas, já se encontra em Douala, palco do confronto diante dos Camarões, na quinta-feira, para a terceira jornada do grupo F de qualificação ao CAN-2021, que terá lugar em Janeiro de 2022.

De Maputo, num voo charter, partiram os jogadores que actuam nas equipas do campeonato nacional, os que jogam na África do Sul, para além do capitão Domingues, que ainda não tem clube. Com estes partiu toda equipa técnica, liderada por Luís Gonçalves, e os dirigentes federativos que vão acompanhar o jogo.

Certo é que o conjunto moçambicano se juntou aos atletas que actuam na Europa e Ásia, tendo realizado o primeiro treino ainda nesta segunda-feira, no final do dia, para recuperação física, depois da viagem das duas partes.

Esta terça-feira os Mambas terão duas sessões de treinos, esperando-se que na quarta-feira possa realizar o treino de adaptação ao Stade de la Reunificación, pelas 18 horas, a mesma hora do jogo da próxima quinta-feira.

De resto o conjunto moçambicano está moralizado para este encontro, que marca o regresso às provas de qualificação ao CAN, quase um ano depois, uma vez que a jornada estava prevista para Março, mas devido a pandemia do novo coronavírus, fora adiada.

Até porque o próprio seleccionador nacional, bem como o capitão dos Mambas, foram unânimes em considerar que o ambiente era favorável para se regresse com um bom resultado de Douala.

“Estamos com espírito muito positivo, estamos confiantes e naturalmente que estamos a seguir o planeamento”, disse Luís Gonçalves para sublinhar que só nesta segunda-feira é que podia ter o grupo completo e a partir daí poder fazer uma avaliação mais precisa de tudo.

“Importante e que até este momento o espírito é muito positivo, os jogadores estão como sempre empenhados e confiantes para fazer um bom jogo”, garante o treinador dos Mambas, no passado sábado, durante a sessão de testagem dos atletas nacionais que iriam partir da capital do país.

Já Dominges disse na ocasião que “estamos a trabalhar no sentido de ter uma boa prestação. Sabemos que nos jogos amigáveis que recentemente realizamos, os resultados não foram bons, mas o nosso foco é jogar para vencer”, em alusão as derrotas sofridas diante da Guiné-Bissau (0-1) e Angola (0-3), no estágio realizado em Portugal.

Agora, mais à sério, espera-se que o combinado nacional tenha outra atitude e bravura para enfrentar os Leões Indomáveis.

 

Premiação quase dobrada

Para garantir mais entusiamo e determinação aos dois jogos diante dos Camarões, o Governo moçambicano, através da Secretaria de Estado de Desporto, decidiu incrementar o prémio por vitória, em mais 70 mil meticais, em relação a premiação anunciada pela Federação Moçambicana de Futebol, escreve o olhoclinico.

Assim, cada atleta terá o direito de receber 150 mil meticais em caso de vitória em cada um dos dois jogos sobre os Leões Indomáveis, uma motivação acrescida para lutar por uma vitória, que possa garantir um passo gigante na luta pela qualificação ao CAN-2021. Vale isto dizer que em caso de vitórias nos dois jogos, cada um dos jogadores dos Mambas vai encaixar 300 mil meticais.

Segundo escreve o olhoclinico, o empate em cada um dos encontros continua avaliado em 30 mil meticais para cada um dos atletas do conjunto moçambicano.

Refira-se que os Mambas jogam quinta-feira, 12 de Novembro, em Douala, diante dos Camarões em desafio da terceira jornada de apuramento ao CAN-2021, devendo voltar a defrontar o mesmo adversário, quatro dias depois, mas desta feita no Estádio Nacional do Zimpeto, para a quarta jornada do grupo F.

Recorde-se que por decisão da CAF, todos os jogos serão à porta fechada, ou seja, sem público nas bancadas.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos