O País – A verdade como notícia

Mais de um milhão de pessoas protestam contra desigualdade social no Chile

Mais de um milhão de pessoas juntaram-se na praça Itália, no Chile, para manifestar contra a desigualdade social.

A saída do presidente do país, Sebastián Piñera, é uma das principais exigências dos manifestantes, por causa da repressão e violações de direitos humanos por parte das forças da ordem contra os manifestantes nos dias anteriores.

Os manifestantes são também motivados pela consideração de insuficiência do conjunto de medidas que Piñera propôs, para responder às exigências de subida das pensões e salários e preços mais justos para electricidade, gás, educação universitária e serviços de saúde.

Os protestos e a sua repressão já provocaram 19 mortos, pelo menos 600 feridos e seis mil detidos.

Esta onda de contestação acontece quando o país se prepara para receber importantes reuniões internacionais.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos