O País – A verdade como notícia

Mais de quatro mil trabalhadores sem segurança social

Mais de quatro mil trabalhadores estão sem protecção social, em Inhambane, devido a não canalização das suas contribuições ao Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), por parte dos respectivos empregadores.

Os trabalhadores sem protecção social foram abandonados por mais de duzentas empresas, segundo escreve a Rádio Moçambique (RM). As entidades que deixaram os trabalhadores à sua sorte, foram descobertas durante as campanhas de cobrança aos contribuintes. As empresas, que enceraram as suas portas por razões desconhecidas, fazem parte de um total de mil e quinhentas que devem ao INSS pouco mais de quarenta milhões de meticais.

A delegada do INSS em Inhambane, Nura Remane, condena o comportamento destas empresas que violam os direitos dos trabalhadores.

“O ideal é cumprirmos com os prazos e cumprirmos com aquilo que está estabelecido no regulamento de segurança social obrigatório. Pagarmos as contribuições de formas a não deixarmos os nossos trabalhadores em situações penosas como esta. Chega a hora da reforma e não podem ter, porque a empresa é devedora”, disse Nura Remane, citada pela RM.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos