O País – A verdade como notícia

Mais de 70 pessoas infectadas pela COVID-19 nas escolas de Inhambane  

Pelo menos 79 pessoas entre alunos, professores e funcionários foram diagnosticados com COVID-19 nas escolas da província de Inhambane. No entanto, o sector de Educação diz que destes, 18 recuperaram e a situação no distrito de Vilankulo já está controlada.

Segundo a directora da Educação em Inhambane, Palma Pinto, foram ao todo 55 alunos, 24 professores e dois funcionários da Educação que testaram positivo para a COVID-19.

Falando sobre a origem das infecções, Palma Pinto, disse não descartar a possibilidade de as infecções nos estabelecimentos de ensino estarem ligadas às deslocações distritais e interprovinciais efectuadas por alguns professores e alunos para visitar seus parentes.

“ Quando eu me desloco de Inhambane para outro ponto do país, tomo um meio de transporte colectivo. Ainda que não seja um meio de transporte, o local para onde eu vou, junto-me ou socializo-me com outras pessoas e, se calhar, quando volto trago comigo o vírus”, explicou Palma Pinto.

A dirigente apontou como principal dilema enfrentado pelas escolas de Inhambane, a falta de água canalizada para permitir a lavagem das mãos e higienização dos estabelecimentos de ensino na província.

“O grande desafio que a província de Inhambane enfrenta é em relação a disponibilização de água corrente nas escolas. A nossa província tem 966 instituições de ensino entre primárias e secundárias. E, destas escolas, nós temos 510 que não dispõem de água corrente”, disse Pinto, acrescentando que graças a pronta colaboração da comunidade, o sector tem conseguido encher de água os recipientes nas escolas.

Falando sobre o funcionamento das escolas naquela província do sul do país, a responsável pela Educação revelou que oito escolas antes encerradas estão abertas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos