O País – A verdade como notícia

Mais de 40 países africanos podem não conseguir atingir meta de vacinação, conclui a OMS

Foto: BBC

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou ontem que 42 dos 54 países africanos correm o risco de não conseguir vacinar, contra a COVID-19, os 10% da população mais vulnerável até ao final de Setembro.

“O açambarcamento de vacinas pelos países mais ricos atrasou África e precisamos urgentemente de mais vacinas, mas à medida que mais doses chegam, os países africanos têm de fazer planos precisos para vacinar rapidamente os milhões de pessoas que ainda enfrentam a grave ameaça da COVID-19”, disse a directora regional da OMS para África, Matshidiso Moeti, citada pelo Notícias ao Minuto.

De acordo com a representante da organização, em Agosto, o continente recebeu cerca de 21 milhões de doses da vacina contra a COVID-19, um número semelhante ao recebido no total dos quatro meses anteriores.

Segundo escreve o Notícias ao Minuto, com este aumento, a OMS refere que podem ser entregues doses suficientes para satisfazer o objectivo de 10%, mas alerta que 26 países usaram menos de metade das suas vacinas contra a COVID-19.

A OMS aponta ainda que apenas nove países africanos, como África do Sul, Marrocos e Tunísia, cumpriram, até agora, a meta de vacinação dos 10% da população mais vulnerável.

“A desigualdade é perturbadora. Apenas 2% das cinco mil milhões de doses dadas globalmente foram administradas em África, mas o recente aumento do envio de vacinas e os compromissos mostram que uma distribuição mais justa e mais global das vacinas é possível”, sublinhou Moeti.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos