O País – A verdade como notícia

Mais de 200 mil pessoas em risco de passar fome em Gaza

Gaza é uma das províncias mais vulneráveis aos efeitos das mudanças climáticas. As cheias e a seca têm sido os fenómenos naturais frequentes naquela província, facto que coloca as autoridades governamentais em alerta. Neste momento, a preocupação é com a seca que pode colocar mais de 200 mil pessoas em insegurança alimentar nos próximos meses. “Estamos a controlar a situação e tivemos um alívio com a queda de chuva no mês de Dezembro. Estávamos com uma situação de 300 mil pessoas em risco de insegurança alimentar, associada a falta de água, principalmente nos distritos de Chibuto e Mapai. Entretanto, agora estamos a falar de 250 mil pessoas durante os próximos dois meses, isto porque durante esse período ainda não teremos a colheita da produção. Há dois meses que iniciamos com a distribuição de água em camiões-cisterna para reduzir o sofrimento das nossas populações. Enquanto fazíamos isso, íamos mapeando as zonas mais críticas”, explicou Stela Zeca, governadora de Gaza.

A governante garantiu que a seca ainda não causou a morte de gado na província e disse esperar que a queda de chuvas possa aliviar a situação dos criadores. “Com as chuvas que caíram fez com que o pasto ressurgisse, uma situação que colocava em risco de um dos bens mais preciosos das nossas comunidades. Felizmente não tivemos casos de perca de animais, o que assistimos foi a deslocação dos animais. Tivemos situações que comunidades que abandonaram as suas áreas de origem e foram acampar-se em zonas com maior pasto. Para dizer que não tínhamos escassez de pasto no geral. De salientar que as deslocações que ocorreram foram dentro dos distritos, mesmo em termos de massa corporal do gado não sofreu grande impacto”, detalhou a governadora para depois avançar que o impacto da seca não está ser intenso devido a utilização de técnicas. “Aquando da seca de 2015-2016 desenvolvemos muitas acções para tornar os nossos criadores mais resilientes a esse fenómeno”, garantiu.

Com o alerta laranja recentemente decretado pelas autoridades de gestão de calamidades, o governo de Gaza garante estar preparado para intervir em caso de ocorrência de fome nos distritos mais críticos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos