O País – A verdade como notícia

Mais de 160 pescadores beneficiam-se de barcos em Nacala-à-Velha

Foto: NL

A Nacala Logistics ofereceu, esta semana, quatro embarcações motorizadas e as respectivas redes a pescadores do distrito de Nacala-à-Velha, província de Nampula. Os novos barcos vão beneficiar mais de 160 pescadores que, através destes meios, poderão pescar em alto mar, aumentando, assim, a quantidade e a qualidade do pescado.

Como parte da estratégia de reforço do conteúdo local, as embarcações foram construídas por uma empresa moçambicana que empregou 12 carpinteiros de Nacala-à-Velha, durante os seis meses de construção.

A cerimónia de entrega dos barcos, que decorreu na praia de Massingirine, Nacala-à-Velha, foi presidida pelo governador da província de Nampula, Manuel Rodrigues, com a presença de representantes do sector das pescas e populares.

Na ocasião, o governador de Nampula recomendou ao Comité Comunitário de Pesca local, responsável pela gestão, que garantisse a manutenção das embarcações com vista a uma maior durabilidade dos novos meios.

“Com este projecto, estaremos a garantir maior oferta de produtos marinhos ao mercado, além de proporcionar ganhos financeiros aos pescadores que exercem actividade pesqueira na Baía de Nacala. Queremos, igualmente, estimular a prática da pesca segura e sustentável”, disse Marcos Presoti, administrador da Nacala Logistics, realçando o facto de esta iniciativa aumentar o rendimento dos pescadores.

Desde o início das suas operações, a Nacala Logistics tem estado a investir em recursos e tecnologias para o desenvolvimento da pesca sustentável e a preservação dos ecossistemas pesqueiros, em Nacala-à-Velha. Projectos como o desenvolvimento de recifes artificiais e a restauração dos mangais contribuem para o repovoamento das espécies pesqueiras e protecção da vida marinha.

Como consequência destas iniciativas, em Abril deste ano, a Nacala Logistics viu o seu trabalho reconhecido, resultado de um estudo da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) sobre os Recursos Marinhos e Costeiros de Moçambique, que considera a Baía de Nacala um local de referência pelo potencial do seu ecossistema.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos