O País – A verdade como notícia

Mais de 140 mil pensionistas submetidos a prova de vida

Mais de 140 mil pensionistas deverão provar que realmente existem, na prova de vida que, hoje, arrancou em todo o país. Caso alguns pensionistas não façam a prova de vida, o Governo vai cortar o subsídio de pensão.

Homens e mulheres, na sua maioria da terceira idade, são os que procuram provar a sua existência como pensionistas da Função Pública.

O lançamento da prova de vida para pensionistas, que decorre até 24 de Novembro, foi dirigido por Carmelita Namashulua, ministra da Administração Estatal e Função Pública.

Entretanto, no primeiro dia do processo, parte dos pensionistas que aderiram ao processo reclama de falta de esclarecimento sobre os requisitos para provarem a sua existência.

Só no ano passado, com a descoberta de funcionários públicos e pensionistas fantasmas, o Estado conseguiu reter pouco mais de quatro mil milhões de meticais, da verba que era paga ilicitamente à pessoas sem ligação com o aparelho do Estado.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos