O País – A verdade como notícia

Magoanine terá praça da Juventude até Dezembro de 2022

Foto: O País

Seis meses é o prazo dentro do qual o Município de Maputo promete entregar ao público a Praça da Juventude requalificada. A promessa é do Edil de Maputo, Eneas Comiche que lançou, hoje, a primeira pedra da empreitada.

O acto acontece três meses depois de aquele local estar encerrado para obras, após a retirada dos mais de 100 comerciantes que praticavam a venda de produtos diversos.

Daquele local foram retirados comerciantes de pedra, areia, roupas usadas e tantos outros produtos que, com o processo de requalificação, saíram para locais diversos.

Depois da cerimónia de evocação aos espíritos, seguiu-se o lançamento da primeira pedra, abertura da lápide e o discurso.

“Com esta cerimónia, o Conselho Municipal reitera o seu compromisso de devolver a função primária para qual a Praça da Juventude foi concebida, de acordo com o Plano de Desenvolvimento Municipal, 2019-2023. Assim, dentro dos prazos estabelecidos, queremos ver este espaço devidamente organizado, funcionando como espaço público seguro e agradável, tanto para os utentes, como para os operadores dos serviços que aqui serão estalados”, disse Eneas Comiche.

As obras estão orçadas em mais de 10 milhões de meticais e a previsão é que as mesmas sejam entregues em 180 dias, ou seja, seis meses, a contar a partir de 23 de Maio de 2022.

“Os munícipes e financiadores estão ansiosos para ver o projecto concluído a tempo e com qualidade, por isso chamo atenção do empreiteiro e do fiscal a se empenharem rigorosamente para não defraudarem as expectativas em torno desta obra”, apelou.

Sobre a degradação das avenidas avenidas Julius Nyerere, Lurdes Mutola, que dão acesso à Praça, Comiche assegura que as vias serão reabilitadas, de acordo com o plano de requalificação que já se assiste nas avenidas Guerra Popular e Julius Nyerere.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos