O País – A verdade como notícia

Lutero Simango entra na corrida à presidência do MDM focado na união e coesão

Lutero Simango é o mais recente candidato à presidência do MDM, tendo oficializado, ontem, a sua candidatura. O político diz que entra na corrida focado na união, coesão e estabilidade política do partido.

Lutero Simango submeteu a sua candidatura à delegação do MDM da Cidade de Maputo, ontem, há um dia do fim do processo. A eleição do presidente daquele partido vai acontecer em Dezembro, no terceiro congresso do partido do “galo”.

O deputado e irmão do falecido presidente desta formação política entra na corrida propondo debate político e discussão de ideias, ao invés de se discutir pessoas.

“Dentro da nossa organização temos que aceitar o debate político. Vamos discutir ideias e não falar de pessoas. A nossa candidatura não fala de pessoas, falamos de ideias. É por essa razão que a nossa candidatura defende muito a união, coesão interna e estabilidade político-partidária”, diz Simango.

Chegando à presidência do MDM, Simango tem os objectivos bem claros: fala da necessidade de o seu partido chegar à governação do país, defendendo um Estado de direito democrático. Aliás, volta a tese de que a Constituição da República deve ser revista.

Outro ponto que defende é que haja despartidarização do Estado, melhor educação e serviços de saúde de qualidade.

Nesta corrida à presidência do MDM, Lutero Simango, que é um dos fundadores do partido, tem pela frente como adversários Silvério Ronguane e José Domingos (que dirige interinamente o MDM).

A necessidade de eleição do novo presidente surge após a morte de Daviz Simango, em Fevereiro deste ano, que dirigia o partido desde a sua fundação, em 2009.

1

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos