O País – A verdade como notícia

Lutero Simango nega ser militante do PCN

Foto: O Pais

Depois da formalização da sua candidatura esta quarta-feira, Lutero Simango dirigiu-se à cidade da Beira para esclarecer que já não é membro do Partido de Convenção Nacional (PCN). O candidato à presidência do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) frisou que não vai responder a provocações.

Foi com uma multidão que o candidato à presidência do Movimento Democrático de Moçambique, Lutero Simango, foi recebido na cidade da Beira.

Na última segunda-feira, um dos membros do Movimento Democrático de Moçambique, também apoiante da candidatura de José Domingos, teria revelado que Lutero Simango não devia concorrer à presidência do partido por este ser membro e presidente do Partido de Convenção Nacional.

Esta quinta-feira, Lutero Simango dirigiu-se ao mesmo local onde José Domingos submeteu a candidatura, na sede da delegação provincial do partido, com o objectivo de reafirmar meio a um contingente populacional a sua candidatura à corrida para a presidência do MDM em Dezembro do ano em curso.

Na ocasião, Lutero Simango admitiu que já foi membro do Partido de Convenção Nacional, assim como os outros membros do mesmo partido já fizeram parte de outros movimentos políticos.

Entretanto, Simango esclareceu meio ao público que o acompanhava que já não faz parte do partido e acrescentou que sempre defendeu os ideais do Movimento Democrático de Moçambique e que é membro do mesmo desde a sua fundação.

Na ocasião, Lutero estava acompanhado pelo filho e esposa de Daviz Simango, primeiro presidente e fundador do MDM. Os mesmos anunciaram o seu apoio a Lutero Simango.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos