O País – A verdade como notícia

Luís Miquissone não sai do banco na vitória do Al Ahly

Fotos: CAF

A Liga dos Campeões africanos está a entrar para a recta final com a disputa dos quartos-de-final. Este fim-de-semana, o Al Ahly do Egipto, equipa na qual milita o internacional moçambicano, recebeu e derrotou o Raja Casablanca do Marrocos por duas bolas a uma, com golos de Amr Solia e Hussein El Shahat para os egípcios, e de Mohamed Zrida, pelos marroquinos.

Luís Miquissone não saiu do banco de suplentes. O jogo da segunda mão realiza-se no próximo fim-de-semana.

Quem também parte com ligeira vantagem é o Petro Atlético de Luanda de Angola, que, neste sábado, recebeu e derrotou os sul-africanos do Mamelodi Sundowns, também por 2-1. Os sul-africanos marcaram, primeiro, por Lyle Lakay, tendo os angolanos revirado o resultado por Tiago Azulão e Yano.

Por seu turno, o Wydad Xasablanca de Marrocos foi a Argélia vencer, à tangente, o CR Belouizdad, com golo de Guy Mbenza, levando uma vantagem mínima para o jogo que vai acolher na sua casa no domingo.

Por fim, o embate entre ES Sétif da Argélia e Espérance de Tunis da Tunísia empataram e deixaram a decisão da eliminatória para a segunda mão.

 

GUINÉ-CONAKRY DETERMINADA A ORGANIZAR O CAN 2025

O Primeiro-Ministro guineense, Mohamed Béavogui, reafirmou o compromisso do seu Governo de acompanhar o Comité de Organização do Campeonato de África das Nações (COCAN) para avançar nos trabalhos de infra-estruturas previstas no país.

Segundo o governante, a organização, em 2025, do Campeonato Africano das Nações (CAN) no país é uma prioridade para o Governo e o povo guineenses.

Segundo um comunicado de imprensa do Gabinete do Primeiro-Ministro daquele país, o Chefe do Governo recebeu, em audiência, os novos membros do COCAN para o balanço das várias negociações em curso com as empresas  contratadas para as obras.

Os membros do COCAN informaram sobre os trabalhos de terraplanagem, realizados nos locais que vão acolher as infra-estruturas do CAN de futebol de 2025 previsto no país.

As obras de terraplenagem foram recentemente lançadas pelo ministro dos Desportos, Béa Diallo, em Boké, na Guiné marítima, e em Nzérékoré, na Guiné florestal.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos