O País – A verdade como notícia

“Locomotivas” de Maputo emprestam e dispensam jogadores

O mercado de transferências está a abrir e já há sinais de movimentações em muitos clubes. No Ferroviário de Maputo haverá despensas e empréstimos.

O médio defensivo Timbe, que está na colectividade há bom tempo, este ano vai cumprir apenas a metade da época no clube verde-e-branco, devendo a outra metade cumpri-la a título de empréstimo, na União Desportivo Songo, mesmo clube onde o Ferroviário foi “roubar” Parkim.

Para esta cedência do jogador a título de empréstimo, as equipas chegaram ao acordo, segundo escreve o jornal Ferroviário. Timbe acusou a concorrência no meio campo com as chegadas de Loló, Liberty e Ussama, trio que tem merecido confiança do técnico Nélson Santos, daí que que tenha perdido a titularidade que ostentava ano passado, sendo motivo para o empréstimo.

Quem também deixa a equipa nos mesmos moldes são o guarda-redes Germano, que não tem sido convocado, preterido em detrimento de Franque, agora titular na equipa, e Simplex, chamado para ser o segundo guarda-redes e titular na Taça de moçambique, na derrota diante do Maxaquene. Germano poderá regressar ao Ferroviário de Nacala, onde esteve há alguns anos.

Outra promessa que despontou muito no ano passado, mas que perdeu espaço este ano, pese embora se reconheçam as suas qualidades, é Tico, que deverá escalar Chimoio, mais precisamente para o Textáfrica, onde poderá ter mais minutos em campo.

Em contra-peso estão jogadores que serão dispensados neste mercado de transferência, casos dos avançados Adebayor, Lukman e Arnaldo e dos defesas Obel e Maninho, todos contratados na abertura da presente época desportiva.

Adebayor e Lukman, por exemplo, chegaram do Varzim de Portugal, para onde foram saídos do Clube de Chibuto e que a sua contratação foi bastante badalada, mas sem conseguirem convencer Nelson Santos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos