O País – A verdade como notícia

Liga Jogabets: Série A mais produtiva que B

Fotos: O País

A Liga Jogabets da Cidade de Maputo já produziu 63 golos em 24 jogos disputados, referentes a três jornadas de cada uma das séries. A Série A é a mais produtiva, com 46 golos, contra 27 produzidos na Série B. Ainda assim, os líderes de cada uma das Séries soma nove pontos.

O Campeonato Provincial da Cidade de Maputo, a Liga Jogabets, tem sido rico em golos, principalmente pela Série A, sendo que, em 12 jogos, já foram averbadas quatro goleadas, duas quais das antigas. Uma produção que revela a sede dos avançados em apontar golos, mas também as fragilidades de algumas equipas em termos defensivos, que denunciam fraca preparação para esta competição.

Na primeira jornada, o Matchedje impôs uma goleada de 8-0 ao Ferroviário das Mahotas, mas, na jornada seguinte, foram os próprios “militares” a sentirem o gosto de goleada, quando perderam por 1-6 diante da Black Bulls.

Na terceira jornada, foram duas goleadas vistas, nomeadamente a imposta pelos “touros” aos “trabalhadores” do 1º de Maio, por 8-0, e a imposta pelo Ferroviário de Maputo ao Desportivo.

Aliadas aos resultados normais que têm acontecido, a Série A já produziu 46 golos, com a Black Bulls a ser o maior contribuinte, com 15 golos apontados, seguido do Matchedje, com nove golos, o Ferroviário de Maputo e o Maxaquene, com oito e sete golos, respectivamente.

Já a Série B, que apenas conta com duas goleadas, a imposta pelo Estrela Vermelha diante do Racing, por 1-6, no sábado, e a da Liga Desportiva de Maputo frente ao mesmo Racing, na segunda jornada, por 0-5, produziu 27 golos, com a turma de Hanhane a ter mais golos feitos, sete, seguido pelos “alaranjados”, com seis golos.

O 1º de Maio, com um golo marcado e 14 sofridos, pela Série A, e o Racingo, com dois golos marcados e 14 sofridos, são os lanternas vermelhas, sem nenhum ponto e, por conseguinte, as mais frágeis.

Os líderes das duas Séries, Maxaquene pela A e Costa do Sol pela B, fizeram o pleno, somando por vitórias os três jogos disputados, com destaque para os “canarinhos”, que apontaram apenas quatro golos, todos do mesmo jogador: Telinho. Aliás, a turma de Artur Semedo é a única que ainda não sofreu golos nesta competição.

Em termos de maiores goleadores, Hammed, da Black Bulls, é o maior artilheiro com cinco golos apontados, quatro dos quais na última jornada, seguido de Telinho, do Costa do Sol, com quatro golos.

Com três golos perfilam dois jogadores, nomeadamente Melque, da Black Bulls, e Ivan, do Matchedje, sendo que muitos outros estão na lista com dois golos apontados.

A próxima jornada, a quarta, que se disputa próximo fim-de-semana, tem como atractivo o embate entre a Black Bulls e o Desportivo Maputo, que vai definir a posição dos “alvi-negros” nesta competição.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos