O País – A verdade como notícia

Lau: o King que deu mais energia a Songo para Afrotaças

Foto: UDS

A União Desportiva de Songo recebeu e venceu, sábado, o AS Otohô da República de Congo, por uma bola sem resposta e parte para o jogo da segunda mão com alguma vantagem, ainda que ligeira.

O único tento da partida foi apontado por Lau King aos 86 minutos, quando tudo parecia que terminaria num nulo. Uma cabeçada com conta, peso e medida, que deu uma vantagem que pode ser tida em conta para o embate de Brazzaville, no próximo domingo.

Mas, há que frisar que não foi um jogo fácil, nem vitória doce, uma vez que o adversário dificultou bastante a acção dos moçambicanos. Até porque o Otohô foi a primeira a dispor das primeiras ocasiões de marcar, uma delas a ir ao travessão, quando Valério já estava batido.

A primeira parte teve mais dos congoleses que dos moçambicanos, que só na segunda parte é que tiveram outra ousadia e determinação, depois do puxão de orelhas de Carlos Manuel.

Foi mesmo na segunda parte em que a acção ofensiva dos “hidroeléctricos” veio ao de cima, com as principais pedras a darem o seu máximo para evitar o empate, onde se evidenciava Maxwell, John Banda, Thomas Nyirenda e Amadou, que sempre estiveram a dar o seu apoio a Lau King.

Quando se pensava que o jogo terminava com o nulo, Maxwell fez a sua magia pelo lado direito, roubou a bola a um adversário, cruzou perfeito para a cabeça de Lau King que fez como mandam as regras, cabecear com precisão para o fundo das malhas.

O jogo terminou com a vitória dos “hidroeléctricos” para a felicidade de Carlos Manuel, que promete uma equipa ainda mais aguerrida na segunda mão da pré-eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos