O País – A verdade como notícia

KOICA financia USD 6,6 milhões ao FNUAP para apoiar 500 mil mulheres e adolescentes em Sofala

Foto: Care

O novo financiamento da Agência Sul-Coreana para Cooperação Internacional (KOICA) ao Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA), orçado em USD 6,65 milhões, adicionados aos USD 1,55 milhões do UNFPA, visa melhorar a saúde reprodutiva e maternal de 500 mil mulheres e adolescentes dos distritos da Beira, Dondo, Nhamatanda, e Búzi, na província de Sofala.

Trata-se de um projecto plurianual, liderado pelo Governo de Moçambique, que tem por objectivo fazer avançar a saúde sexual, reprodutiva, materna, neonatal e adolescente nos distritos da província de Sofala fortemente afectados pelo ciclone Idai.

“As mulheres são o pilar da sociedade. Fornecer-lhes serviços de saúde é essencial para o crescimento das nossas comunidades”, disse a secretária de Estado de Sofala, Stella Zeca.

Por seu turno, o embaixador da República da Coreia do Sul, Won Sok Choi, disse que este financiamento “é também uma oportunidade para reiterar o compromisso do seu país com o projecto, para assegurar o seu sucesso e sustentabilidade, bem como para sensibilizar o público para melhorar o acesso aos serviços de saúde”.

Já para a representante do UNFPA Moçambique, Bérangère Boëll, “mais de metade de todas as mortes maternas ocorrem em países afectados por crises humanitárias e fragilidade”. A diplomata enfatizou a necessidade de serviços ininterruptos de saúde e protecção para aqueles de que mais necessitam.

As actividades baseadas na saúde como parte do projecto incluem o fornecimento de equipamento médico e de saúde materna para instalações de saúde, e a instalação de um teatro de operações no distrito do Dondo para cuidados obstétricos de emergência e recém-nascidos.

O projecto também apoiará diálogos comunitários e campanhas de sensibilização sobre a prevenção da violência baseada no género, formação de prestadores de cuidados de saúde sobre a prestação de serviços de planeamento familiar, cuidados pré e pós-natais, e reforço das capacidades de resposta à violência baseada na violência baseada no género nas instalações de saúde.

Para assegurar a continuidade dos serviços, serão fornecidas ambulâncias e camiões para permitir que clínicas de saúde móveis prestem cuidados de saúde urgentes e baseados na protecção, incluindo com informação sobre vias de encaminhamento da VBG, para áreas remotas, tais como centros de reinstalação.

Globalmente, o projecto centra-se na recuperação a longo prazo do sistema de saúde na Província de Sofala, e contribui para a capacidade nacional de prestar serviços de qualidade e continuidade, incluindo em caso de catástrofes naturais.

Este projecto surge na sequência do sucesso do projecto ‘KIMCHI’ – Korea Integrated Maternal Child Health Initiative – financiado pela KOICA, que prestou apoio ao Governo de Moçambique na redução da morbidade e mortalidade materna e neonatal, particularmente na Província de Cabo Delgado.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos