O País – A verdade como notícia

Kim Jong-un promete construir “exército invencível”

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, prometeu construir um “exército invencível” face ao que diz serem políticas hostis dos Estados Unidos.

Segundo fontes estatais norte-coreanas citadas pela BBC, Kim Jong-un acrescentou que o desenvolvimento de armas era para autodefesa, e não para iniciar uma guerra.

Kim fez os comentários numa rara exposição de defesa enquanto flanqueado por uma variedade de grandes mísseis.

A Coreia do Norte testou, recentemente, o que afirma ser novos mísseis hipersónicos e antiaéreos e a sua própria arma lançada por submarinos.

No seu discurso na exposição Self-Defence 2021, realizada na capital do Norte, Pyongyang, Kim dirigiu-se à acumulação militar no Sul e disse que a Coreia do Norte não queria combater o seu vizinho.

“Não estamos a discutir a guerra com ninguém, mas sim para impedir a guerra em si e para aumentar literalmente a dissuasão da guerra para a protecção da soberania nacional”, disse Kim, que acusa os EUA de fomentar tensões entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul.

Os EUA, sob a presidência de Joe Biden, afirmaram repetidamente que estão dispostos a falar com a Coreia do Norte, mas exigiram a Pyongyang que desistisse das armas nucleares antes que as sanções pudessem ser atenuadas. Até agora, a Coreia do Norte tem recusado.

A Coreia do Norte está proibida pela ONU de testar mísseis balísticos e armas nucleares. Tem repetidamente desrespeitado estas proibições e, como resultado, tem sido fortemente sanccionada.

No mês passado, a agência atómica da ONU disse que a Coreia do Norte parecia ter reiniciado um reactor que poderia produzir plutónio para armas nucleares, chamando-lhe um desenvolvimento “profundamente perturbador”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos