O País – A verdade como notícia

Juventus e Tottenham vencem e continuam a subir

A Juventus venceu, domingo, em casa, por 1-0 a Roma, em partida da oitava jornada da liga italiana de futebol, liderada pelo totalista Nápoles.

O único golo do encontro foi marcado por Moise Kean, aos 16 minutos, e com os três pontos conquistados a Juventus passa a somar 14 na sétima posição, a dez do líder Nápoles. A Roma, que desperdiçou uma grande penalidade aos 44 minutos, por Veretout, ocupa o quarto lugar da tabela, com 15.

O Nápoles, por seu turno, venceu em casa por 1-0 o Torino e manteve o registo imaculado de oito triunfos em oito jogos realizados na Liga italiana, que lidera com dois pontos de vantagem sobre o AC Milan.

O golo que desatou o nulo frente à aguerrida equipa do Torino foi alcançado pelo nigeriano Victor Osimhen, aos 81 minutos, quinto da sua conta pessoal na Série A, depois de Lorenzo Insigne ter desperdiçado uma grande penalidade, aos 26 minutos.

O Nápoles lidera a liga italiana com 24 pontos, mais dois do que o AC Milan, segundo, enquanto o Torino, que somou o quarto jogo sem vencer (dois empates e duas derrotas), segue no 12.º lugar, com oito.

Noutra partida da jornada, o português Beto (ex-Portimonense) marcou o golo do empate da Udinese (1-1), aos 89 minutos, e evitou a derrota em casa frente ao Bolonha, que chegou à vantagem por Musa Barrow, aos 67.

O Cagliari venceu por 3-1 na recepção à Sampdoria com dois golos do brasileiro João Pedro, aos 04 e 90+4 minutos, e do uruguaio Martin Cáceres, aos 74. O norueguês Morten Thorsby marcou para a Sampdoria, aos 82 minutos.

Com a primeira vitória na presente edição da Série A, o Cagliari segue na 18.ª posição, em zona de despromoção, com os mesmos seis pontos da Sampdoria (16.ª) – que somou o quarto jogo sem vencer (três derrotas e um empate) – e do Génova (17.º).

 

TOTTENHAM SOMA TERCEIRA VITÓRIA CONSECUTIVA

O Tottenham, de Nuno Espírito Santo, somou um precioso triunfo no terreno do Newcastle (3-2), num encontro da oitava jornada da Liga inglesa de futebol, que ficou marcado por uma longa interrupção devido a questões de saúde.

Na primeira parte, numa altura em que os ‘spurs’ já venciam por 2-1, um dos adeptos do Newcastle sentiu-se mal nas bancadas do St. James Park e teve que receber assistência médica, situação que levou a uma paragem de 20 minutos, com os jogadores das duas equipas a regressarem aos balneários.

A situação foi mesmo alertada pelos jogadores do Tottenham, primeiro com o espanhol Sergio Reguilón a chamar à atenção o árbitro da partida e depois com Eric Dier (ex-Sporting) a pedir às equipas médicas dos dois emblemas para actuarem.

Isto aconteceu ao minuto 40 e o jogo acabou por ser reatado quando o adepto do Newcastle já tinha sido transportado para um hospital da zona.

Quanto ao jogo, logo aos dois minutos, o avançado Callum Wilson deu vantagem ao Newcastle, no jogo 1.000 da carreira do técnico Steve Bruce, mas o médio francês Tanguy Ndombele, aos 17, e Harry Kane, aos 22, protagonizaram a reviravolta.

Já depois da paragem, o sul-coreano Son Heung-Min, aos 45+3 minutos, levou os ‘spurs’ para o intervalo com maior vantagem.

Na segunda parte, mesmo reduzido a 10 unidades, devido à expulsão de Jonjo Shelvey, Newcastle reduziu num lance infeliz de Eric Dier, que marcou na própria baliza.

Com este triunfo, o segundo consecutivo na Premier League, o Tottenham subiu ao quinto lugar, com 15 pontos, igualando o Brighton, quarto, e ultrapassando o Manchester United, de Cristiano Ronaldo, Bruno Fernandes e Diogo Dalot, agora sexto classificado.

Por seu lado, o Newcastle, recentemente adquirido por um fundo saudita, é penúltimo com apenas três pontos.

No outro jogo do dia, o West Ham foi vencer por 1-0 ao campo do Everton, que não contou com André Gomes, lesionado.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos