O País – A verdade como notícia

Justiça brasileira quer processo contra ministro da Saúde por colapso de Manaus

A Procuradoria-Geral da República do Brasil pediu ao Supremo Tribunal de Justiça a abertura de um processo para investigar o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, por possível responsabilidade pelo colapso do sistema de saúde de Manaus devido à COVID-19.

O pedido ao Supremo Tribunal Federal foi feito este sábado pelo procurador-geral, Augusto Aras, que considerou as denúncias apresentadas por diferentes partidos políticos contra Pazzuello, pela sua alegada omissão no combate ao Coronavírus na maior cidade da Amazónia brasileira, de acordo com o Notícias ao Minuto.

Segundo as referidas denúncias da oposição, o ministro teve conhecimento com vários dias de antecedência de que o sistema sanitário de Manaus entraria em total colapso por falta de camas e de oxigénio para atender os doentes infectados, e não adoptou qualquer medida para evitar o agravamento da situação.

“Tendo em conta a situação calamitosa de Manaus, o procurador-geral considerou necessária a abertura de um processo para investigar os factos”, indicou a Procuradoria num comunicado.

Por sua vez, o ministro admitiu, num relatório enviado à Procuradoria-Geral, que a empresa White Martins, responsável pelo abastecimento de oxigénio hospitalar no Estado do Amazonas, alertou o Ministério da Saúde, no dia 08 de Janeiro corrente, que não tinha capacidade para responder à elevada procura de oxigénio.

O colapso sanitário de Manaus, elevou o número de mortes por COVID-19, obrigando o governo brasileiro a transprotar dezenas de doentes infectados para outras cidades e fornecer oxigénio para a cidade através de voos diários de aviões militares.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos