O País – A verdade como notícia

Junta Militar da Renamo ataca autocarros e fere sete pessoas em Sofala

Sete pessoas ficaram feridas, três das quais em estado grave, em consequência de dois ataques armados ocorridos na manhã desta quinta-feira na região de Inchope, província de Sofala. A incursão é atribuída à Junta Militar da Renamo.

As vítimas viajavam em dois autocarros atacados entre a região do Inchope e a ponte sobre o rio Púnguè,  em Sofala. Os autocarros partiram na manhã desta quinta-feira da cidade da Beira, em Sofala, para Quelimane, na Zambézia.

A viagem ficou temporariamente interrompida, pois, a cerca de 40 quilómetros de Gorongosa, as viaturas foram emboscadas e metralhadas por homens armados.

A Polícia da República de Moçambique (PRM) confirmou os ataques e disse que foram protagonizados por “bandidos armados da Junta Militar da Renamo, liderados por Mariano Nhongo”.

“Do ataque temos a registar sete feridos, sendo três em estado grave. Os feridos graves foram transferidos para o Hospital Provincial de Manica. Nos dois autocarros foram registados danos ligeiros”, ou seja, “vidros das janelas quebrados”, explicou Dércio Chacate, porta-voz da PRM em Sofala.

O primeiro autocarro foi atacado por volta das 07h45 e o segundo às 10h00.

A Polícia garantiu que, apesar dos ataques, a circulação de pessoas e bens ao longo da Estrada Nacional número seis (EN6) decorre normalmente.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos