O País – A verdade como notícia

Jovens deslocados em Cabo Delgado já em formações para emprego

Mais de trezentos jovens deslocados por conta dos ataques terroristas em Cabo Delgado já estão em formação técnico e profissional para o mercado de emprego.

São jovens que, por causa da situação humanitária que se vive naquela província nortenha, há mais de três anos, tiveram que se deslocar e perderam tudo ou quase tudo, e o emprego afigura-se agora, como uma das suas principais preocupações.

E como forma de responder a inquietação desta camada, o delegado provincial do Instituto de Formação Profissional de Cabo Delgado, João Massingue garante que já há jovens inseridos nos programas de formação e emprego.

“Estamos a trabalhar num projecto específico que é para absorver cerca de 300 jovens em acções formativas depois do seu treinamento e estamos neste momento a trabalhar com algumas empresas”, disse.

A fonte fez saber que já existe um acordo firmado com algumas empresas para acolherem estes jovens no fim das formações e já há garantia de trabalho nos projectos de prospecção de gás e petróleo, em Afungi, no distrito de palma.

Os ataques terroristas nesta província já causaram mais de 435 mil deslocados. E nas últimas semanas a situação agravou-se com a chegada de outros milhares de deslocados a cidade de Pemba, por isso, ainda não se sabe, ao certo, o número de jovens nesta situação, mas o responsável garante que já iniciaram actividades para a sua inserção no mercado do trabalho.

“Neste mês já está em curso o mapeamento [do número de jovens deslocados], uma vez que nem todos que saem das zonas de conflito e ficam na cidade de Pemba, então queremos, efectivamente, controlar e saber quem são os jovens que saíram das zonas e que realmente estão naquelas condições de vulnerabilidade”, explicou Massingue para acrescentar que só depois desse processo serão integrados em formações.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos