O País – A verdade como notícia

Joga-se acesso às “meias” no Euro-2020

Arranca, esta sexta-feira, a disputa dos quartos-de-final do Euro 2021. A Suíça mede forças com a Espanha, às 19h00, em São Petersburgo. Duas horas depois, ou seja, às 21h00, a Bélgica terá pela frente a Itália.

A Espanha deixou escapar uma vantagem de 3-1 nos oitavos-de-final, diante da Croácia, antes de eliminar a selecção de Zlatko Dalić no prolongamento. A equipa de Luís Enrique começou a fase de grupos com dois empates mas apresentou melhorias, tornando-se na primeira equipa a marcar cinco golos em fases finais consecutivas do EURO.

A confiança está em alta, mas Sérgio Busquets lembrar-se-á quando a Espanha enfrentou os suíços pela última vez numa fase final, tendo perdido por 1-0 na estreia do Campeonato do Mundo de 2010, em Durban. As duas equipas chegaram de forma épica aos quartos-de-final. A Espanha derrotou a Croácia num embate com oito golos em Copenhaga e a Suíça derrotou a França, actual campeã do Mundo, nas grandes penalidades, depois de um empate 3-3 em Bucareste.

A Espanha levou a melhor nos anteriores encontros frente à Suíça, embora as últimas partidas tenham sido mais equilibradas.

O vencedor desta eliminatória defrontará a Bélgica ou a Itália nas meias-finais, em Wembley, a 6 de Julho. A Suíça conseguiu apenas uma vitória em 22 jogos frente à Espanha (cinco empates e 16 derrotas) – embora tenha perdido apenas um dos últimos quatro jogos entre ambas (uma vitória e dois empates).

As equipas defrontaram-se duas vezes na “UEFA Nations League”, no Outono de 2020, com um golo madrugador de Mikel Oyarzabal a dar à Espanha uma vitória por 1-0 em Madrid, a 10 de Outubro, antes do empate 1-1 em Basileia, a 14 de Novembro, com um golo do suplente Gerard Moreno aos 89 minutos a anular o primeiro tento de Remo Freuler para os suíços.

O guarda-redes suíço, Yann Sommer, defendeu dois penáltis de Sérgio Ramos no St. Jakob-Park.As duas equipas também empataram 1-1 num amigável em Villarreal, em Junho de 2018, com Álvaro Odriozola a dar à Espanha uma vantagem que foi anulada por Ricardo Rodríguez à passagem dos 60′.

Na antevisão desta partida, Vladimir Petković, seleccionador da Suíça, disse reconheceu que terá pela frente uma grande equipa: “O jogo contra a França foi demasiado emocionante. Todos os meus jogadores deram 120%. Foi provavelmente um dos melhores jogos de sempre da minha equipa e vamos precisar de uma exibição semelhante frente à Espanha nos quartos-de-final”, frisou.

Por sua vez, Luís Henriques, seleccionador da Espanha, acredita que este embate será muito bem disputado, a avaliar pelo potencial das duas equipas. “Estou pronto para jogos como [a vitória por 5-3 sobre a Croácia] se tivermos outro – mas não tenho a certeza se a minha família ou os adeptos sentem o mesmo! Não vamos apostar na bola para a frente e no futebol defensivo. Defenderemos tentando ter a posse da bola e jogar o nosso futebol”.

A única vitória da Suíça sobre a Espanha aconteceu no jogo de abertura de ambas no Campeonato do Mundo de 2010. Gelson Fernandes marcou o único golo em Durban, a 16 de Junho de 2010 – mas a Espanha venceu os dois jogos seguintes e qualificou-se no Grupo H (viria a vencer a prova), com a Suíça eliminada em terceiro lugar. Este é o primeiro encontro das equipas no EURO, na fase final ou na qualificação, embora aquele embate de 2010 tenha sido o seu terceiro num Mundial. O actual seleccionador da Espanha, Luís Enrique, marcou o segundo golo – o seu primeiro a nível internacional – na vitória da Espanha, por 3-0, em Washington, nos oitavos-de-final de 1994; a Espanha também venceu por 2-1 na fase de grupos de 1966, em Sheffield. A Espanha marcou 48 golos em 22 jogos contra a Suíça, sofrendo 18.

 

ITÁLIA NO TRILHO DA BÉLGICA

A Itália levou a melhor nos últimos confrontos com a Bélgica, cuja única vitória oficial frente aos “azzurri” aconteceu nos quartos-de-final do EURO 1972. Itália e Bélgica defrontam-se no segundo jogo dos quartos-de-final do EURO 2020 à procura de um lugar na história do EURO. Com as duas as equipas a terem ganho os seus últimos 14 jogos no Campeonato da Europa, o vencedor na Football Arena Munich irá fixar um novo recorde na competição, marca que ambas partilham com a Alemanha.

A Itália tenha ganhou 14 dos 22 jogos disputados entre as duas equipas, incluindo os da fase de grupos do UEFA EURO 2000 e 2016, enquanto a Bélgica prevaleceu no único encontro dos quartos-de-final do EURO anteriores entre ambos, em 1972, quando acabou por terminar em terceiro lugar. As duas selecções conquistaram e venceram o seu grupo com o máximo de pontos no EURO 2020; a Itália foi primeira no Grupo A e a Bélgica acabou no topo do Grupo B, antes de triunfos difíceis nos oitavos-de-final.

A Itália precisou de prolongamento para derrotar a Áustria por 2-1 em Wembley a 26 de Junho e a Bélgica venceu o campeão Portugal por 1-0 em Sevilha no dia seguinte. Ambas as equipas foram eliminadas nos quartos-de-final do UEFA EURO 2016. O vencedor desta eliminatória defronta a Suíça ou a Espanha nas meias-finais, em Wembley, a 6 de Julho.

O registo total da Bélgica em 22 encontros com a Itália é de quatro vitórias e igual número de empates e 14 derrotas, em jogos oficiais é de uma vitória, dois empates e três derrotas.O encontro mais recente entre as duas equipas aconteceu na fase de grupos do EURO 2016, quando os golos de Emanuele Giaccherini (32) e Graziano Pellè (90+3) deram à Itália de Antonio Conte uma vitória por 2-0 na primeira jornada, em Lyon, frente a uma selecção da Bélgica treinada por Marc Wilmots. Este resultado ajudou os “azzurri” a terminarem no topo do Grupo E e empatados nos seis pontos com os belgas, que também seguiram em frente.

Dez dos convocados da Bélgica para o EURO 2020 participaram naquele jogo, em oposição a apenas três da Itália. Esse foi o terceiro confronto entre as duas nações na fase final do EURO e um empate a zero em Turim, em 1980, permitiu à Bélgica chegar à final à custa do anfitrião. Vinte anos depois, a Itália ajudou a eliminar os co-anfitriões do EURO 2000 na fase de grupos com uma vitória por 2-0, em Bruxelas, golos de Francesco Totti e Stefano Fiore.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos