O País – A verdade como notícia

Joanguete defende alfabetização digital para evitar fake news

Com a crescente evolução das redes sociais, a divulgação de informação é cada vez mais acelerada. No entanto, surgem igualmente publicações que não constituem a verdade, as consideradas fake news, que mancham a credibilidade dos órgãos de informação. Para reverter o cenário, o professor universitário, Celestino Joanguete, defende que somente com educação, as pessoas saberão identificar informações fidedignas e separar o real do falso.

A pressa de publicar as notícias, por parte dos órgãos de comunicação social, faz com que estes meios veiculem ou corram o risco de veicular falsas notícias. No acto da publicação, Joanguete apela a que os órgãos sejam cuidadosos e observem alguns critérios como verificar a autenticidade da informação, através de ferramentas digitais disponíveis na internet.

Aliás, nesta matéria, a responsabilidade dos profissionais é imprescindível. “Os profissionais devem ser autênticos. Devem empreender esforços e buscar informação verdadeira”. Já em relação aos órgãos, o docente universitário defendem que estes devam capacitar seus quadros num contexto da era digital. “Na era digital, a velocidade da informação é muito grande, mas é preciso ter muita cautela com essa informação que circula”, disse para depois defender que os jornalistas devem ser veiculadores da verdade e não reprodutores de fontes não credíveis de informação.

Acrescenta que os actores e gestores da comunicação social devem ser bastante cuidadosos na veiculação de informação, sob risco de descredibilizarem seus órgãos.

E porque a responsabilizações para os veiculadores de falsas notícias, é inexistente Joanguete considera que o sindicato de jornalistas deve ser mais actuante. Diz que este precisa trabalhar para garantir que os jornalistas tenham carteira profissional, de modo a retirá-la aos profissionais que pautam por falsas informações, como formas de sanção.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos