O País – A verdade como notícia

Jeremias Manjate campeão pelo Sporting

O internacional basquetebolista moçambicano, Jeremias Manjate, sagrou-se, ontem, campeão pelo Sporting de Portugal após vitória sobre o FC Porto (86-85) no jogo 5 da final do “play-off”.

Ano desportivo a reter! Momentos arrepiantes, a contrariar a tendência de desaires, com a celebração sucessiva de conquistas individuais e colectivas. Dois anos bastaram para Jeremias Manjate fazer história no basquetebol português, conquistando dois dos mais almejados troféus.

Primeiro, a Taça de Portugal, em Abril, quando o Sporting derrotou categoricamente o Imortal (83-59) na final realizada em Matosinhos. Depois, esta quarta-feira, numa decisão à negra, o campeonato, título que o Sporting não ganhava há 39 anos. Para tanto jubilo, valeu a vitória diante do FC Porto (86-85) num jogo emotivo quanto polémico.

Aos 22 anos, Jeremias Manjate contribuiu para que o clube verde-e-branco abrisse uma nova página em Portugal, quebrando o domínio da Oliveirense, equipa que conquistou os dois últimos campeonatos.

Com muita margem de progressão, o basquetebolista moçambicano alcança o sucesso numa época em que teve uma média de 11, 3 pontos por jogo. E lança as bases para que seja primeira opção na posição cinco, dominada por jogadores americanos.

No global, o poste, de 2.3 metros, contabilizou 36 jogos, sendo 18 na Liga Placard, 12 na Proliga, 4 na Taça de Portugal e 2 na Taça da Liga.

Ano passado, Jeremias Manjate fez parte do doze que conquistou troféu Francisco Stromp pelo Sporting.

Na final, realizada no pavilhão João Rocha, o Sporting bateu Associação Académica de Coimbra,por 92-72.

Jeremias Manjate deu nas vistas no núcleo Bela Rosa, tendo depois passado para o histórico e centenário Maxaquene.
Foi pela porta do Belenenses que entrou para o basquetebol profissional português, antes mesmo de se transferir para o Sporting.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos