O País – A verdade como notícia

Japoneses reclamam indemnização a Kim Jong-un por violação dos direitos humanos

Cinco japoneses de etnia coreana fizeram queixas contra o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, alegadamente por terem sofrido violações de direitos humanos no regresso àquele país. Os lesados exigem 769 mil euros de indemnização pelos danos sofridos.

De acordo com o Notícias ao Minuto, um tribunal japonês convocou o líder norte-coreano para responder hoje a queixas dos japoneses de etnia coreana, que alegam ter sofrido violações de direitos humanos no regresso à Coreia do Norte.

A acusação que pesa sobre Pyongyang é de ter “enganado os queixosos” sobre um programa de reinstalação na Coreia do Norte e de os ter “forçado a viver em condições em que usufruir dos direitos humanos era impossível”.

Em virtude das suas acusações, os cinco japoneses exigem 769 mil euros para cada um como compensação por violações dos direitos humanos.

Entretanto, “o líder norte-coreano, Kim Jong-un, não deve comparecer na audiência do tribunal, marcada para hoje, mas a decisão de o convocar é uma rara ocasião em que não foi concedida imunidade a um dirigente estrangeiro”, afirmou Kenji Fukuda, um advogado que representa os cinco queixosos, citado pelo Notícias ao Minuto.

Cerca de 93 mil residentes de etnia coreana no Japão e familiares regressaram à Coreia do Norte há décadas, após promessas de uma vida melhor, já que muitos foram discriminados no país nipónico.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos