O País – A verdade como notícia

Já em reconstrução casa destruída pela queda de aeronave em Maputo

Foto: O País

Já arrancaram as obras de reconstrução da casa destruída em consequência da queda do avião de instrução da Força Aérea de Moçambique.

Passam dez dias depois da queda do avião monomotor da Força Aérea moçambicana, que era usada para instrução de pilotos aviadores.

Luís Alexandre Cumbe, único ocupante da casa, passa, neste momento, a vida num compartimento cedido pelo seu vizinho, porque ainda não tem a sua casa disponível.

Na manhã do dia 11 de Janeiro, Luís escapou da morte por um fio. No acidente, dois oficiais do exército morreram. Luís Alexandre Cumbe conta que recebeu apoio de várias instituições e entidades para sobreviver, mas aguarda pela reposição da casa, cujas obras já iniciaram.

“Desde a destruição da minha casa, durmo aqui, na casa do meu vizinho, que me cedeu um quarto, apesar de não ter porta. Veio ontem o pessoal da Força Aérea fazer estas escavações e prometeu voltar para dar seguimento aos trabalhos”, disse Cumbe.

A Força Aérea já destacou homens para a reconstrução da casa do tipo um e parte do material já está no local. Nurdine Sualé, arquitecto da Força Aérea de Moçambique e responsável pela reconstrução da casa, explica como está a ser executado o trabalho.

“Seguimos com a execução das obras e, numa primeira fase, faremos a fundação, posteriormente o levantamento das alvenarias, pilares e vigas, depois fechamos a terceira fase, que é de cobertura para entrarmos nos acabamentos. Pela tipologia do tipo um, prevemos que as obras durem duas semanas, dependendo das condições climatéricas”, concluiu o oficial do exército moçambicano.

Além do exército, o Município de Maputo e o Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres prestaram assistência face ao incidente ocorrido há dez dias.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos