O País – A verdade como notícia

Já começou o reconhecimento de corpos de vítimas da tragédia da Manhiça

Foto: O País

Logo nas primeiras horas de hoje, familiares das vítimas do acidente de viação do distrito da Manhiça, província de Maputo, fizeram-se àquela unidade hospitalar para fazer o reconhecimento dos corpos dos seus entes queridos.

“Estou aqui, no hospital, para fazer o reconhecimento de corpos dos meus familiares, em concreto da minha cunhada que se chama Salmina Margarida Macie e a sobrinha, filha do meu irmão. Elas saíam de Maputo para Macia”, disse Fernando Cossa, familiar de duas vítimas do sinistro, acrescentando que “o corpo da sobrinha está no Hospital Distrital da Manhiça, mas ainda desconheço o paradeiro do da mãe. E é por isso que estamos aqui para procurar por ela.”

Inocêncio Nhadzombo está na mesma situação e procura por corpos de três familiares seus. “Procuro pela minha sobrinha, ela vinha de Maputo, junto dos seus dois filhos. Todos eles perderam a vida neste acidente. Ainda não temos uma informação concreta de onde possam estar”, avançou Nhadzombo, com tom de angústia.

Junto do Hospital Distrital da Manhiça, não conseguiram muita coisa. Aliás, a única informação que foi possível apurar “é dos nomes dos dois sobrinhos, mas ainda não fomos chamados para fazer o reconhecimento dos corpos”.

Jidó foi das poucas pessoas que entrou na morgue do Hospital da Manhiça e não achou o corpo da sua sobrinha. O jovem conta que ela terá saído de Maputo com destino a Gaza, e, quando ouviram falar do acidente, tentaram ligar para ela, mas o número está fora de serviço. Na morgue, também, não achou o corpo.

“Entrei na morgue, mas nada do corpo dela e, assim, só posso continuar a procurar em Maputo, no Hospital Central, porque dizem que há umas duas pessoas que estão lá, porém os nomes não são familiares. Vi muito bem. Ela não está aqui!”, afirmou, num tom desanimado.

Por outro lado, o governador da província de Maputo esteve no Hospital Distrital da Manhiça para confortar as vítimas e está a orientar, neste momento, uma sessão extraordinária do Governo Distrital para abordar a questão dos sinistros.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos