O País – A verdade como notícia

Maleiane exige combate cerrado aos crimes marítimos

Foto: O País

O Conselho de Administração do Instituto Nacional do Mar (INAMAR) deve melhorar a fiscalização e o controlo do mar, bem como elaborar estratégias para a exploração sustentável dos recursos marinhos. A exigência é do Primeiro-ministro, Adriano Maleiane, feita ao novo PCA do INAMAR, Isaías Mondlane.

Isaías Elísio Mondlane é o novo presidente do Conselho de Administração do recém-criado Instituto Nacional do Mar, em substituição do Instituto Nacional da Marinha, que tinha limitações na sua área de actuação.

Isaías Mondlane é o primeiro PCA do INAMAR, por isso recaem sobre si muitos desafios, como regulador e fiscalizador das actividades marítimas.

“Desafiamos ao recém-empossado presidente do Conselho de Administração do INAMAR, Isaías Mondlane, a colocar no topo das suas prioridades a necessidade de assegurar o exercício cabal da autoridade marítima nas áreas sob a sua jurisdição, nomeadamente, marítima, lacustre, fluvial e zonas costeiras, fiscalização de actividades nesses espaços e o cumprimento de normas relativas à protecção dos ecossistemas marinhos e costeiros”, exortou Adriano Maleiane.

O Primeiro-ministro desafiou, ainda, ao novo titular da pasta do INAMAR o desenvolvimento de medidas que assegurem a exploração sustentável, conservação e preservação dos ecossistemas aquáticos e a realização e coordenação de actividades de busca e salvamento.

A preservação do ambiente marítimo foi, também, apontada como prioritária pelo Primeiro-ministro – um desafio que surge com a exploração de hidrocarbonetos.

“Esperamos que os gestores do INAMAR continuem a apostar na inovação e modernização da instituição, de modo a que esteja à altura de fazer face aos novos e múltiplos desafios que se impõem ao sector.”

Isaías Mondlane disse estar pronto para fazer face aos desafios. “Nós estaremos muito atentos à questão da fiscalização marítima, pois o nosso espaço marítimo é vasto; são 572 mil quilómetros quadrados que temos de fiscalizar, para que não haja pesca e prática de outras actividades ilegais como a pirataria marítima.”

Até à altura da sua nomeação, Isaías Mondlane exercia o cargo de administrador do distrito da Matola, na Província de Maputo.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos