O País – A verdade como notícia

Investidura de Emmerson Mnangagwa adiada

A tomada de posse do Presidente do Zimbabwé, Emmerson Mnangagwa, que tinha sido marcada para este domingo foi adiado até que o Tribunal Constitucional decisa sobre uma acção judicial apresentada pela oposição contra os resultados eleitorais que dao vitoria ao chefe de Estado, informou o Ministério da Justiça do país, segundo noticia a DW

No recurso, o Movimento para a Mudança Democrática (MDC) pede uma nova votação ou que o seu candidato, Nelson Chamisa, seja declarado vencedor. O partido classifica os resultados da votação de 30 de Julho como "fraudulentos, ilegais e ilegítimos".

O ministro da Justiça, Ziyambi Ziyambi, confirmou à agência de notícias AFP que "a investidura não decorrerá como previsto". "Todos os procedimentos estão suspensos e aguardam a decisão do Tribunal Constitucional", afirmou Ziyambi.

Os resultados da comissão eleitoral mostraram que Mnangagwa ganhou com 50,8% dos votos, seguido por Chamisa com 44,3%. Chamisa afirma que ele ganhou 56 por cento dos votos.

Um número de movimentos e organizações não-governamentais (ONG) dispersos pelo país questionou a alta participação em algumas áreas, contrastantes com o número de votantes em eleições anteriores.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos