O País – A verdade como notícia

Inusso Ismael defende que Moçambique deve buscar experiência eleitoral em Madagáscar

O presidente da Comunidade muçulmana da Zambézia Inusso Ismael diz que Moçambique precisa buscar experiência eleitoral em Madagáscar para compreender o verdadeiro processo eleitoral que visa consolidar a democracia.

De acordo com Ismael, naquele país as pessoas votam e esperam com festa a contagem dos votos.
 
Em novembro deste ano Madagáscar país vizinho de Moçambique observou eleições presidenciais e o presidente da Comunidade muçulmana da Zambézia foi observador. Inusso Ismael ficou impressionado com o processo e diz que Moçambique deve ir buscar a experiência do processo sobretudo no momento da contagem dos votos.
 
"A minha participação como observador em Madagáscar serviu para buscar a experiência dos países que estão preocupados com o processo de democracia. Achei interessante ver na contagem a população a assistir desde o processo de voto até a abertura das urnas e contagem dos respectivos votos" disse Inusso Ismael adiantando que "uma das inovações que Moçambique poderia adoptar tem que ver com facto da comissão nacional de eleições daquele país ser um órgão independente o que obviamente traduz a transparência eleitoral do apuramento do candidato vencedor"

Se em Madagáscar os eleitores votam e aguardam no local para acompanhar  processo de votação na realidade moçambicana é contrária, até porque, os apelos têm sido votar e aguardar pelos resultados em casa.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos