O País – A verdade como notícia

Instituto de Amêndoas de Moçambique tem novos delegados provinciais

Foto: IAM

Foram, esta quarta-feira, empossados nove novos delegados provinciais do Instituto de Amêndoas de Moçambique. Estes foram desafiados a priorizar o conhecimento e informação para o alcance dos objectivos institucionais.

Trata-se de Arlete José Macuácua Filimone, Sérgio Domingos Uique, Elídio Liliano Carlos Bacar, Faque Anli, Marta Regina Mafambane Chicava, Sifa Bernardo António, Júlio Ventura Langa, Adelino Tadeu e Domingos Armando Guissemo indicados para os cargos de delegados provinciais de Instituto de Amêndoas de Moçambique, nas províncias de Maputo, Gaza, Inhambane, Manica, Sofala, Zambézia, Nampula, Niassa e Cabo Delgado, respectivamente.

Na ocasião, Ilídio Bande, director-geral do Instituto de Amêndoas, desafiou os empossados a contribuírem para o alcance das metas e objectivos estratégicos da instituição com olhos postos ao novo contexto.

“Os nossos objectivos estratégicos e metas são ambiciosos e desafiadores. Requerem, por conseguinte, recursos humanos capazes, comprometidos e colocados em sítios que permitam explorar o máximo das suas habilidades e liderança. Acreditamos que, nos dias que correm, ao contrário do passado, os factores de sucesso organizacional são o conhecimento e a informação, activos intangíveis detidos apenas pelo homem.”

Prosseguindo, Bande sublinhou que o sector agrário vem fazendo reformas legais e institucionais as quais incidem sobre os objectivos do sector. Seja por isso que o Instituto de Amêndoas de Moçambique privilegia a promoção do desenvolvimento sustentável de amêndoas no país.

O dirigente instou os novos delegados a organizarem e a planificarem as actividades em função da estratégia institucional e em conformidade com a legislação em vigor. A estes, Bande também apelou para que assegurassem uma gestão financeira e de património eficiente.

A cerimónia de empossamento foi testemunhada por quadros do Instituto de Amêndoas de Moçambique e do Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos