O País – A verdade como notícia

INP diz que recuo da decisão de investimento na Área 4 terá implicações

O Presidente do Conselho de Administração do Instituto Nacional de Petróleo (INP), Carlos Zacarias, revelou em exclusivo ao “O País” que o adiamento Decisão Final de Investimento na Área 4 da Bacia do Rovuma, em Cabo Delgado, vai ter implicações em termos de valor do investimento programado para este ano.

“Mas estamos certos que assim que as condições do mercado e o impacto da COVID-19 estiverem ultrapassadas ou controlado veremos a aceleração de investimentos para a materialização desses projectos”, vaticinou.

O recuo foi anunciado esta semana pela petrolífera norte-americana ExxonMobil que lidera as operações do projecto de Gás Natural Liquefeito (GNL), concretamente no chamado “Complexo Mamba”.

Essa decisão deve-se a propagação da COVID-19, que obrigou a petrolífera a cortar os investimentos previstos para este ano, em 30%. Em Moçambique previa-se um investimento de cerca 25 biliões de dólares.

Já em relação a Área 1, também na Bacia do Rovuma, Carlos Zacarias indicou que mesmo nas condições difíceis, caracterizadas pelo novo coronavírus e baixa do preço de petróleo no mercado internacional, as actividades neste bloco continuam a decorrer, admitindo, porém, que “poderá haver alguma desaceleração devido as medidas de prevenção da pandemia”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos