O País – A verdade como notícia

INGC precisa de 7.2 mil milhões de meticais para época chuvosa

O valor será aplicado nas acções de mitigação e assistências às famílias assoladas pelas calamidades naturais. Desse valor, o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) garante que estão disponíveis 800 mil milhões de meticais e calcula que 1.684.000 pessoas estão em risco de ser afectadas, entre Outubro e Março.

O primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário, reuniu na tarde desta quinta-feira com quadro do INGC, para alinhar ideias em torno do plano de acção para responder aos eventos extremos, na presente época chuvosa.

A directora-geral do INCG, Luísa Meque, referiu que os 800 mil milhões de meticais existentes serão alocado às mudanças climáticas. O défice é de 6.4 mil milhões.

“Anualmente nós como Governo preparamos o nosso plano de contingência”, resultante das “previsões sazonais e climáticas de modo que se possa desenhar cenários” sobre o que podem ser os efeitos das calamidades naturais entre Outubro e Março.

Segundo a dirigente existem três cenários já traçados: no cenário 1, há previsão de ocorrências de fenómenos como ventos fortes, inundações e seca. O cenário 2 serão os eventos do cenário 1 mais cheias e ciclones. Por fim, o cenário 3 será o somatório do cenário 2 e também a inclusão de sismos.
O plano de contingência para a presente época chuvosa ainda não foi aprovado pelo Concelho de Ministros.

Sobre a situação de Cabo Delgado, Luísa Meque disse que a sua instituição ainda não apurou o número de deslocados. Contudo, diariamente aumenta o efectivo de deslocados por causa do terrorismo.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos