O País – A verdade como notícia

INGC avalia prontidão na gestão de risco de calamidades

Em Manica, o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) está a inteirar-se do funcionamento dos 67 comités de gestão de risco de calamidades. O objectivo é avaliar a sua prontidão na prevenção de danos humanos e materiais face a época chuvosa que se avizinha.
 
O transbordo do rio Zambeze, em Tambara e inundações que ciclicamente se registam em Mossurize resultando em perdas de vidas humanas e destruição de casas sempre que chega a época chuvosa levaram o INGC a reactivar numa primeira fase os comités de gestão de risco de calamidades naqueles dois distritos, segundo deu a conhecer o director nacional para área de Prevenção e Mitigação de Riscos no INGC.
 
Os membros dos comités de gestão de calamidades dizem-se preparados para fazer face a época chuvosa que se avizinha em termos de prevenção de riscos.
 
Para a presente época chuvosa o INGC antevê um cenário de ocorrência de inundações nas principais bacias hidrográficas, uma situação que poderá colocar em risco no país cerca de 1 milhão e seiscentas mil pessoas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos