O País – A verdade como notícia

Infecções por COVID-19 reduzem no norte de Moçambique

A região norte vive uma fase de cada vez maior abrandamento das infecções pelo novo Coronavírus. Nos últimos 30 dias, Cabo Delgado, Niassa e Nampula registaram uma média de 12 novos casos por dia, contra a de 66 novas infecções diárias na zona sul.

Se até Junho passado, a região norte do país experimentava elevadas taxas de propagação do novo Coronavírus, os últimos dias têm sido caracterizados por um abrandamento do número de novas infecções e consequentemente dos recuperados da pandemia.

Só para ter ideia, entre 21 de Agosto a 22 de Setembro, a zona norte saiu de 1082 para 1456 casos positivos, um aumento de 374 novos casos em 30 dias, a uma média diária de 12 novas infecções. Enquanto isso, no mesmo período, o total de casos na zona sul subiu de 1009 para 3007 casos, um aumento de 1998 casos positivos, a uma média de 67 novos casos positivos ou seja, seis vezes mais que o norte.

As autoridades explicam que quanto maior for o número novas infecções maior será o número de recuperados. Sobre este indicador, Cabo Delgado, Niassa e Nampula tinham, juntas, no dia 21 de Agosto 651 recuperados, um número que até 22 de Setembro evoluiu para 1201, um aumento de 550 casos, a uma média de 18 recuperados por dia. Já a zona sul registou, nos últimos 30 dias, uma subida de 554 para 2303 casos recuperados, um acréscimo de 1749 recuperados, a uma média diária de 58 recuperados por dia.

Sendo assim, a prevalecer um aumento rápido de novos casos na região sul, sob grande influência da cidade de Maputo é espectável para os próximos dias, um aumento de recuperados da região e prevalência de abrandamento na zona norte.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos