O País – A verdade como notícia

(In)Disciplinados no festival de jazz em Angola

A banda (In)Disciplinados viaja, quinta-feira, para Angola, onde vai participar do 5º Concerto Internacional de Praia, denominado Voto Certo, a decorrer na Baía Azul, município da Faia Farta, em Benguela. O concerto, promovido pelo Rasgado´s Jazz Club, vai acontecer no Sábado e junta músicos moçambicanos e angolanos.

Este concerto é feito em apoio a Benguela nas eleições que vão acontecer a 23 de Agosto do ano em curso. Os (In)Disciplinados partem para Angola na quinta-feira (17), com grande expectativa por ser a primeira aparição da banda fora de Moçambique. “Esperamos representar Moçambique ao mais alto nível. Para este festival intensificamos os ensaios. Levaremos alguns temas nacionais de que fizemos aranjos mas também vamos interpretar alguns clássicos.

Vamos tocar “human nature”,  de Michael Jackson mas numa versão de Miles Davis, “Drenagem”,  de Zaida Lhongo, “Viola”, de Anónio Marcos e temas da nossa autoria, disse Sarmento de Cristo, saxofonista da banda.

O grupo foi seleccionado entre outras bandas de países de língua portuguesa. Os (In) Disciplinados tiveram 80 por cento de votos e são a única banda convidada de fora de Angola.

Os (In)Disciplinados surgiram na Escola de Comunicação e Artes (ECA), da Universidade Eduardo Mondlane, com a introdução de “Assamble”,  disciplina do curso de licenciatura em música, regida pelo guitarrista, compositor, intérprete e professor Jimmy Dludlu. O professor é mentor da banda, que abraçou o Jazz, Afro-jazz, Marrabenta e ritmos africanos.

 “Os (In)Disciplinados vão representar a ECA  e esperamos que os nossos rapazes representem condignamente, deixem a nossa marca”, disse Henrique Manhiça, administrador da ECA, acrescentando que esta banda vai fotalecer a imagem da escola além-fronteiras.
A banda é composta por cinco elementos seleccionados de turmas diferentes. Domingos Aligema é o baixista, Déuscio Vembana, pianista e vocalista, Regino Matimbe, guitarrista, Sarmento de Cristo, saxofonista, e Tonny Guindo, baterista.

A denominação “Indisciplinados” foi atribuída por Jimmy Dludlu, pelo facto de os membros do grupo não serem assíduos, facto que levou o professor a solicitar que fossem expulsos da Escola.

O grupo abriu o concerto de lançamento do álbum “In the Groove”, de Jimmy Dludlu e actuou com o seu mestre nas celebrações do Dia Mundial do Jazz.

Entre os músicos convidados, destacam-se os (In)Disciplinados de Moçambique e a AfraSound Stars, a maior banda de Jazz, Blue e Soul Music, de Angola. Dodó Miranda, Esperança Miranda (uma nova promessa do Jazz), Banda FM da Rádio Benguela, Duo Lázaro & Kátia, fazem parte dos músicos que abrilhantarão este concerto que é aguardado com grande  expectativa pelos amantes do jazz.

Os planos disciplinados de uma banda ambiciosa

Depois da estreia no estrangeiro, a banda está a preparar-se para fazer um concerto de lançamento. “Vamos fazer parte de alguns concertos e no momento certo vamos anunciar quais são esses concertos. Já estamos a fazer as gravações para o nosso álbum e o que está a acontecer agora é muito trabalho. Vamos trazer nossas composições e interpretar alguns temas, com alguns  aranjos.
Vamos convidar alguns artistas como o nosso docente Jimmy Dludlu,  António Marcos para fazer parte do lançamento do nosso show”, garantiu Tony Guindo (baterista).

 

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos