O País – A verdade como notícia

Incêndio em Londres já causou 17 mortes

No balanço feito esta manhã à comunicação social, os bombeiros adiantaram que há mais cinco vítimas mortais resultantes do incêndio na torre Grenfell, que decorreu durante a madrugada de ontem em Londres, de acordo com o Notícias ao Minuto.

Assim, o número de mortos sobe agora para 17. O incêndio também provocou 78 feridos, dos quais 18 estão em estado crítico. Famílias inteiras estão desaparecidas e o número de mortos ainda pode subir, de acordo com a polícia londrina.

O comandante da polícia metropolitana de Londres, Stuart Cundy, disse acreditar que o número de mortos "vai, tristemente, aumentar".

A comissária dos bombeiros, Dany Cotton, disse que as autoridades não sabem realmente quantas pessoas morreram no incêndio e que os bombeiros estão traumatizados pela incapacidade de salvar mais pessoas.

"Tragicamente, agora não esperamos encontrar mais alguém com vida", disse a comissaria à televisão Sky News.

"A severidade e a temperatura do fogo significam que será um milagre absoluto que alguém ainda esteja vivo", acrescentou.

Mais de 200 bombeiros trabalharam durante a noite de ontem, mas partes do prédio ainda são consideradas inseguras.

Uma associação de moradores da região já havia alertado várias vezes sobre o risco de incêndio naquele bloco de apartamentos.

Cerca de 500 pessoas viviam em 120 apartamentos na Torre Grenfell, que tinha 24 andares. O edifício de habitação social, construído em 1974, foi submetido a obras, concluídas em Maio do ano passado, de acordo com o Royal Borough of Kensington and Chelsea.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, prometeu uma investigação e planeia visitar, hoje, o local da tragédia.

O autarca de Londres, Sadiq khan, disse que muitas perguntas devem ser respondidas sobre a segurança em outros edifícios de apartamentos da capital britânica.

As causas do incêndio ainda são desconhecidas.

Mais de um milhão de libras (1,13 milhões de euros) já foram arrecadados para as vítimas do incêndio e voluntários trabalham para encontrar abrigo e doar alimentos e roupas às pessoas que perderam as suas casas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos