O País – A verdade como notícia

Incêndio deixa 48 famílias sem tecto no Chamanculo “B”

Pelo menos 48 famílias perderam as suas casas em consequência de um incêndio ocorrido na tarde desta quinta-feira, no bairro Chamanculo “B”, na cidade de Maputo. De acordo com Serviço Nacional de Salvação Pública (SENSAP), não houve mortes nem feridos. Um curto-circuito pode estar na origem da desgraça.

Um incêndio de grandes proporções atingiu várias casas, no princípio da tarde desta quinta-feira, no bairro Chamanculo “B”, na capital do país. Ninguém se feriu nem perdeu a vida. Golpe de sorte, pois na altura do incidente, em nenhuma das residências atingidas havia gente no interior.

Os proprietários das residências reduzidas a cinzas estão desesperados e as lágrimas chamam atenção e geram emoções de cortar à faca.

Este é o caso da dona Regina Orlando cujos bens foram devorados pelas chamas. Diz que não tem onde ir e não sabe o que fazer com os seus quatro filhos.

˝Tudo que tínhamos queimou, não sei como o incêndio começou, porque estava no mercado a vender quando os meus filhos vieram avisar-me”, lamentou para depois pedir socorro. “Estamos a pedir ajuda, pelo menos de um abrigo para podermos dormir e comida para podermos alimentar-nos”.

Devido ao desespero, algumas famílias não quiseram falar sobre o que lhes aconteceu, pois não imaginavam que num abrir e fechar de olhos poderiam ficar na miséria. Sheila Manuel foi quem telefonou para o SENSAP e disse que o socorro demorou.

“Os bombeiros demoraram chegar, nós é que tivemos que ajudar. Infelizmente, não conseguimos evitar muitos danos, mas, graças a Deus, ninguém morreu. Os bombeiros chegaram há pouco tempo da vossa equipa de reportagem chegar. Fizeram-se ao terreno num momento em que o fogo já tinha tomado grandes proporções”, afirmou uma testemunha.

Por sua vez, o SENSAP nega que tenha demorado chegar ao local do incêndio e que o curto-circuito pode ser a causa da situação. “Frequentemente, recebemos este tipo de reclamação, mas, se forem a investigar a fundo, vão perceber que não demoramos chegar. Temos informação de que tudo começou numa residência em que os proprietários se encontravam ausentes. Segundo investigações preliminares, tudo parte de um curto-circuito.”

O Conselho Municipal da Cidade de Maputo disse que ainda está a efectuar levantamento de danos para melhor prestar ajuda às famílias lesadas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos