O País – A verdade como notícia

Inaugurados 64 novos apartamentos do projecto “Habita em Zintava”

Foto: O Pais

Coube ao Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho de Rosário, dirigir a cerimónia de entrega dos 64 apartamentos que fazem parte de um lote de 160 casas previstas no projecto “Habita em Zintava”, distrito de Marracuene, província de Maputo.

Logo à sua chegada, recebeu explicações sobre as especificidades do empreendimento. Em seguida, procedeu ao descerramento da lápide e efectuou o corte da fita. Acompanhado pelo ministro das Obras Públicas e Habitação, João Machatine, e membros do Governo provincial, Carlos Agostinho do Rosário entregou a chave a uma das beneficiárias das casas e fez uma visita a um dos apartamentos.

No seu discurso, João Machatine lamentou a existência de mutuários que não cumprem com os seus compromissos, sendo que, neste momento, a dívida ronda nos três milhões e cem mil dólares, “o que seria suficiente para construir mais 300 casas do projecto Renascer que poderiam beneficiar 1500 pessoas” e avisou, por isso, que, caso a situação prevaleça, os devedores serão levados à barra do tribunal e, em seguida, retirados dos apartamentos.

Convidado a intervir, Carlos Agostinho do Rosário disse que é preocupação do executivo garantir habitação aos moçambicanos, principalmente para os de baixa renda. Desafiou os Governos municipais a abraçarem iniciativas de construção de habitações resilientes e de baixo custo.

Aconselhou ainda os beneficiários a cuidarem dos apartamentos do espaço envolvente, “pagando de forma regular as prestações, o que poderá contribuir para a construção de mais casas do género.”

As 64 casas, referentes à segunda fase do Projecto Zintava, custaram um pouco mais de 247 milhões de meticais e foram construídas em 12 meses. As referidas casas estão orçadas em 3 682. 609, 11 meticais (tipo 2) e 4 212.705,30 (tipo 3), sendo que os mutuários das casas do tipo dois irão pagar mensalmente 16 936, 1 meticais em 20 anos e os do tipo três irão pagar por mês 19 373, 99 por mesmo período.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos