O País – A verdade como notícia

INATRO suspende emissão de cartas biométricas

Foto: O País

Está suspensa a emissão de cartas de condução biométricas devido a irregularidades detectadas junto à empresa provedora do serviço que forçaram à rescisão do contrato. Enquanto a situação perdurar, o INATRO diz que os condutores poderão usar a carta provisória por tempo indeterminado.

A instituição responsável pela emissão das cartas de condução no país não dá detalhes sobre as irregularidades a que se refere, mas sublinha que a tramitação de documentos não foi interrompida, quer para os novos condutores quer os que têm cartas caducadas.

Segundo apurou “O País”, o processo relacionado com as supostas irregularidades na empresa que emite cartas de condução está a ser dirigido no Tribunal Administrativo e no Gabinete Central de Combate à Corrupção.

De acordo com o Jornal Notícias, a empresa contratada para produzir cartas de condução biométricas é a Brithol Michcoma, que tinha contrato com o antigo Instituto Nacional dos Transportes Terrestres (INATTER), agora transformado em Instituo Nacional de Transportes Rodoviários (INATRO).

A relação contratual entre as duas instituições durou até 30 de Novembro do ano passado, quando decorria a restruturação do INATTER, mas, no contrato, havia uma cláusula de que abria espaço para uma renovação automática por mais seis meses, a partir de 01 de Dezembro de 2021.

Sucede, porém, que com as anomalias detectadas, a administração do INATRO optou por não renovar o contrato, enquanto decorrem esclarecimentos em torno do caso.

“O País” soube que o INATRO reuniu-se, nesta quinta-feira, para discutir a suspensão da emissão de cartas biométricas e prometeu dar uma conferência de imprensa na segunda-feira.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos