O País – A verdade como notícia

INAE retira chocolates que podem ter vidro

Foto: O País

A Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE) retirou do mercado dois tipos de chocolates de leite da marca KIT KAT, de origem sul-africana, devido à potencial presença de pedaços de vidro no produto. A medida visa proteger a saúde dos consumidores.

Através de um comunicado, a Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE) lançou um alerta para os agentes económicos no sentido de não comercializarem chocolates de leite da marca Kit Kat, alegadamente por conter pedaços de vidro na sua composição. “No país entraram vinte caixas contendo este produto, através de um supermercado dum grupo específico que, logo a seguir ao alerta, fez-se a recolha de alguma quantidade que existia nesse supermercado. Portanto, houve um trabalho oficioso por parte desse supermercado e em coordenação com o fornecedor na África do Sul, só que persiste a preocupação na medida em que particulares possam ter adquiridos esse produto”, explicou Tomas Timba porta-voz da INAE

Timba esclareceu ainda que não é todo tipo de chocolates desta marca que está a ser retirado do mercado, o lote em causa já foi identificado. Trata-se de “Kit kat” minis com códigos de produção 13600177, 13610177, 13620177, 2010177, 2020177, 2003017720120177, e Kit Kat 2 Barras 20g com os seguintes códigos de produção 13590177 ,13600177, 13620177, 13630177, 13640177, 20010177, 20100177. “É preciso dizer que não é todo chocolate Kit Kat são apenas dois tipos, portanto são os chocolates mini com vinte gramas e também o que aparece em forma de pacote são estes dois tipos e o resto pode-se consumir”.

A Inspecção Nacional das Actividades Económicas continua no terreno para identificar e retirar mais quantidades deste produto, segundo o porta-voz Tomás Timba.

Na semana passada, a Nestlé, a partir da África do Sul, tranquilizou os consumidores, afirmando que nenhuma das variedades dos produtos KIT KAT tenha causado problemas de saúde e orientou aqueles que por ventura tenham adquirido os produtos listados como nocivos não os devem consumir, mas sim devolvê-los ao local onde foram comprados.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos