O País – A verdade como notícia

INAE flagra restaurante com aglomerado e bares abertos na cidade de Maputo

Bares e restaurantes continuam a violar o decreto da Situação de Calamidade Pública na Cidade de Maputo. Na noite de Sábado, por exemplo, a Inspecção Nacional de Actividades Económicas (INAE) flagrou um restaurante com aglomerado de pessoas e bares abertos.

Em mais uma noite de trabalho, a INAE saiu à rua para verificar como os estabelecimentos se têm portado no cumprimento do decreto governamental em vigor para a prevenção da COVID-19. No entanto, alguns nem sequer têm cumprido, tal foi o caso de um dos restaurantes da Cidade de Maputo, encontrado com acima de 80 clientes que se comportavam como se a pandemia não existisse.

No local, a imagem que se via traz as lembranças de quando o mundo não conhecia a COVID-19 e a diversão não representava risco algum. Música alta, dança, abraços e bebidas alcoólicas, tudo isso era o que se podia ver.

O decreto que está actualmente em vigor não permite abertura de bares, quanto menos aglomerados desta dimensão em qualquer que seja o local. Entretanto, de acordo com o Director das operações da INAE, Verónio Duvane, o estabelecimento em causa já vem fazendo esta violação há mais tempo, por isso “há um processo que está a ser levado a cabo contra eles e vamos tomar medidas duras”, avançou.

Refere-se que não são poucos os estabelecimentos na mesma situação. No trabalho de monitoria, que a INAE fez na capital moçambicana, foram encontrados mais estabelecimentos a pontapear o decreto, nomeadamente dois bares e o restaurante supracitados.

Na semana passada, a INAE mandou encerrar uma discoteca, que estava a funcionar clandestinamente na Cidade de Maputo e, na ocasião, foram flagradas cerca de 200 pessoas a violarem as normas da Situação de Calamidade Pública.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos