O País – A verdade como notícia

INAE e PRM desmantelam que falsificava validade de produtos alimentares e higiene

A Inspecção Nacional de Actividades Económicas, INAE e PRM desmantelam na Matola uma unidade de falsificação da validade de produtos alimentares e de higiene, colocando em perigo a saúde pública.

Vista de fora, a residência não denuncia o que se faz no seu interior. Mas é precisamente na garagem onde era feito todo o processo da troca da validade dos produtos.

Há quantidades  não  especificadas  de produtos, todos  eles com prazos  já vencidos  mas devido  a acção  criminosa dos ocupantes  desta  casa,  os produtos  ganham  novos  prazos  de validade mesmo  estando  deteriorados.

O tiner é usado para humedecer a superfície, o cotonete para apagar e a caneta permanente para escrever as novas datas de validade.

O azeite, as gebres, massas espaguetes e sabonetes são o exemplo desses produtos com prazos adulterados.

A INAE e a PRM chegaram a esta residência depois que foi detido o homem que fazia venda ambulante destes produtos na cidade de Maputo e o referido homem denunciou os seus alegados comparsas. Os ocupantes da casa arrendaram-na há três meses  e o seu proprietário diz que não sabia que o imóvel era usado para  actividades ilícitas.

Quando se aperceberam da presença da polícia, três homens desataram a correr e escalaram o muro rumo à parte incerta. A chefe de quarteirão 54 aqui no bairro Primeiro de Maio foi colhida de surpresa com esta realidade.

Na última semana saiu da residência, segundo informações avançadas pela inspectora-geral da INAE, um camião carregado destes produtos com destino a Nampula. E já foi lançado o alerta para que seja desactivida a rede de distribuição destes produtos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos