O País – A verdade como notícia

Imundície inunda principal vala de drenagem da Cidade de Maputo

Foto: O País

Falta limpeza na principal vala de drenagem de águas pluviais da Cidade de Maputo. O facto preocupa os munícipes da capital do país, que, devido à reprodução de mosquitos, receiam a eclosão da malária.

Notam-se arbustos com mais de dois metros de altura e vegetação densa na principal vala de drenagem das águas das chuvas, na Cidade de Maputo. Os residentes dos vários bairros atravessados pela infra-estrutura exigem que a edilidade garanta a limpeza.

“Eu acho que não está bom, porque temos, aqui, um fluxo de gente que vai ao mercado, crianças que vão à escola e, em frente, há um centro de saúde. É uma vergonha para a nossa sociedade”, concluiu Arminda Mapanga, residente do bairro Aeroporto B, próximo àquela infra-estrutura.

Além do receio de aquela vala de drenagem não servir, efectivamente, ao propósito para o qual foi construída, há receio de eclosão de malária por conta dos mosquitos que se reproduzem, procriam e se espalham pelas residências próximas.

Gilberto Chaúque e Lúcia Eduardo partilharam a sua opinião em relação à situação em que se encontra a vala de drenagem. “Claramente que há risco de contrairmos doenças. Aqui, crianças mergulham naquelas águas e há muitos arbustos onde os mosquitos proliferam”, relata.

Sobre esta situação, o Conselho Municipal da Cidade de Maputo prometeu pronunciar-se em breve.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos