O País – A verdade como notícia

Igrejas encerradas por receio de ataques no Sri Lanka

Os católicos do Sri Lanka assistiram, hoje, pela televisão à missa, já que as igrejas do país estão encerradas com receio que se repitam ataques como os de Domingo de Páscoa, há uma semana, nos quais morreram 250 pessoas, avançou Lusa.

O cardeal Malcolm Ranjith, arcebispo de Colombo, celebrou uma homilia antes de membros do clero se reunirem numa pequena capela na sua residência em Colombo – uma medida extraordinária motivada pelo medo que ainda se vive nesta nação de 21 milhões de pessoas.

A Embaixada dos EUA em Colombo alertara contra a participação este fim-de-semana em qualquer serviço num local de culto.

Desde os atentados de há uma semana, reclamados pelo Estado Islâmico, a polícia tem feito rusgas e desativado dezenas de explosivos.

A polícia deteve dois principais suspeitos dos atentados do Sri Lanka no dia de Páscoa que são irmãos.

A informação avançada pelo portal noticioso Ada Derana dá ainda conta de que os suspeitos detidos pelas autoridades foram identificados como Mohamed Saadik Abdul Haq e Mohamed Saahid Abdul Haq.

A força especial da polícia e os oficiais do exército do Sri Lanka levaram a cabo as detenções durante uma missão que teve por base uma denúncia recebida pela polícia de Nawalapitiya.

A queixa indicava que os suspeitos estariam escondidos numa sapataria de um parente na região de Gampola.

Foi igualmente detido o motorista do carro que levou os suspeitos a Gampola, que é também o proprietário de uma casa onde o veículo estava escondido e o dono da sapataria.

Os detidos foram entregues ao Departamento de Investigação Criminal para investigações adicionais.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos