O País – A verdade como notícia

Idosos que vivem na rua ainda não são elegíveis para vacinação contra COVID-19

Foto: O Pais

Das cerca de sete milhões de pessoas que serão vacinadas contra a COVID-19, de 20 de Outubro a Dezembro deste ano, os idosos que vivem na rua não fazem parte. A Direcção Nacional de Accão Social diz que este grupo será abrangido nas próximas campanhas, mas não avança datas nem pormenores.

Há centenas de pessoas da terceira idade em situação vulnerável e expostas à eventual infecção pela COVID-19. Parte destas pessoas encontram-se nas ruas dos centros urbanos no país, mas ainda não são elegíveis para a vacinação.

Segundo explicou o  director nacional de Acção Social, Moisés Comiche, o Governo aprovou um plano de vacinação cujas pessoas idosas faziam parte dos grupos prioritários e todas que se encontram em comunidades como essas foram vacinadas. Neste momento trabalha-se na perspetiva atingir outros segmentos sociais que ainda não se beneficiaram da campanha.

Comiche garante, contudo, que os idosos cuja rua é seu local de habitação, serão abrangidos nas próximas fases, e está em curso o levantamento do número de pessoas vivendo na rua.

“Foram vacinados os idosos localizados ao nível de unidades sociais como estas. O próximo plano com Ministério da Saúde é de receber um lote de vacinas que os idosos e outros moradores de rua elegíveis se beneficiem”, frisou.

Por sua vez, o Instituto Nacional de Saúde diz que está a seguir o plano já desenhado para o processo de vacinação massiva contra a COVID-19, o qual não inclui moradores de ruas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos