O País – A verdade como notícia

Houve votos duplicados e partidos que boicotaram processo eleitoral na RSA

A Comissão Eleitoral sul-africana reconhece que houve votos duplicados e partidos que impediram a votação, mas garante que os resultados do escrutínio são válidos. Em balanço do dia de eleições, a comissão prometeu instaurar processos-crime contra aqueles de criaram distúrbios para o processo.

Quase a meia-noite desta quarta-feira, os seis vogais da Comissão Eleitoral da África do Sul fizeram o balanço do dia de votação. O órgão responsável pela organização do processo reconheceu perante jornalistas de diversos órgãos sul-africanos e internacionais que houve irregularidades no processo, com destaque para situações de votos duplicados.

Segundo Mosotho Moepya, da Comissão Eleitoral, o órgão garante que vai investigar todas as suspeitas de fraude eleitoral e levar à barra da justiça todos aqueles que foram responsáveis por perturbações ao processo. Lembre-se que na província de Eastern Cape, cinco mesas de voto não tinham aberto até às 17 horas devido a distúrbios e os eleitores tiveram de votar em outros postos.

Contudo, apesar das irregularidades, a Comissão Eleitoral Independente da África do Sul dá garantias de que no geral o processo foi ordeiro e os resultados são válidos.

 

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos