O País – A verdade como notícia

Hospital Provincial de Inhambane não será entregue no prazo previsto

O novo Hospital Provincial de Inhambane pode não ser entregue nos prazos previstos devido a morosidade das obras. Em causa está o desembolso tardio de fundos para o empreiteiro flexibilizar o trabalho. Entretanto, a Direcção Provincial de Saúde ainda não se prontificou para falar do assunto, mas o empreiteiro avança que, até ao momento foram apenas desembolsado cerca de 24 por cento do valor, dos perto de 712 milhões de meticais.

As obras localizam-se na zona alta da Cidade da Maxixe e tinham prazo de 18 meses para entrega da primeira fase, mas no terreno a realidade mostra o contrário, o que denuncia um atraso.

Segundo Samo, empreiteiro que foi adjudicado a obra, um dos motivos que contribuiu para a morosidade na conclusão é também a recente correcção feita pela Ministra do pelouro, o que resultou na duplicação de trabalho para os Técnicos.

Para o Engenheiro daquela construção, o desembolso é a única ferramenta necessária para a flexibilização do trabalho. No entanto, a Direcção Provincial de Saúde de Inhambane ainda não se mostrou disponível para tecer algumas considerações em torno das obras.

A projectada e maior unidade sanitário da província de Inhambane, inicialmente teria 400 camas e estava orçada em cerca de 712 milhões de meticais, mas com as retificações em curso, poderá ver-se reduzida, talvez pela metade, uma dúvida que reina no seio dos construtores, uma vez que, ainda não chegou o projecto final, com as devidas retificações.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos