O País – A verdade como notícia

Horácio Gonçalves é “canarinho” por mais um ano

Horácio Gonçalves renovou o seu contrato com o Costa do Sol por mais uma temporada no comando técnico da equipa de futebol. Esta é a segunda confirmação de renovação, depois da anunciada renovação de Daúde Razaque no Ferroviário de Maputo.

As renovações de Horácio Gonçalves e Daúde Razaque juntam-se a de Nacir Armando como as primeiras renovações dos treinadores que estiveram nos comandos das equipas do Moçambola 2019, depois de terminada a temporada futebolística passada.

Nos “canarinhos”, através de um comunicado publicado na sua página do Facebook, Horácio Gonçalves renova por mais temporada, depois de concluídas negociações com a direcção local.

O comunicado refere que o “Clube dos Desportos da Costa do Sol e o treinador Horácio Gonçalves chegaram a acordo para época 2020. O acordo será de uma época com mais uma de opção”, o que quer dizer que esta será a segunda temporada e meia do luso no comando do canário.

Recorde-se que Horácio Gonçalves chegou à Moçambique à meio da temporada 2018, para substituir Leonardo Costas, afastado em Abril do mesmo ano por maus resultados.

De canário ao peito, Horácio Gonçalves conquistou, na sua época de estreia no futebol moçambicano a Taça de Moçambique, em 2018. Na época 2019, Gonçalves foi responsável pela conquista da Supertaça Mário Coluna, o Torneio de Abertura da Cidade de Maputo, mais conhecida por Top 8 Mavila Boy, e o Moçambola, sendo que este último título fugia das vitrinas do Costa do Sol há 12 anos.

 

RAZAQUE E NACIR TAMBÉM FIRMES NO FERROVIÁRIO E UD SONGO

Confirmado no comando técnico de uma equipa do Moçambola está Daúde Razaque, que em princípios de Dezembro renovou com o Ferroviário de Maputo, por mais uma temporada.

Apesar do Ferroviário de Maputo ter falhado nos objectivos desportivos que passavam pela conquista do título no Moçambola 2019, em que terminou na terceira posição, e da Taça de Moçambique, prova na qual foi finalista vencido pela União Desportiva do Songo, a direcção “locomotiva” optou por continuar com Daúde Razaque no comando da equipa.

Daúde Razaque chegou ao Ferroviário de Maputo no início da época 2019, tendo sido bastante contestada no início, pelos adeptos, que não aceitavam de forma fácil a indicação deste treinador.

Para além destes dois, sabe-se que Nacir Armando também continua de pedra e cal no comando técnico da União Desportiva de Songo, por mais uma temporada. Os restantes clubes ainda não confirmaram seus treinadores para a época 2020.

 

RESTANTES CLUBES AINDA SEM INFORMAÇÃO

As restantes equipas do Moçambola 2020 ainda não confirmaram a continuidade ou contratação de novos treinadores, porém, maior partes deles poderá continuar com os seus timoneiros.

O Ferroviário da Beira, que ano passado estava sob comando de Lucas Barrarijo, pode continuar com o mesmo treinador, olhando para os resultados alcançados, bem como Sérgio Faife Matsolo e Antoninho Muchanga, nos comandos dos “locomotivas” de Nacala e dos “hidrocarbonetos” de Vilankulo.

Do Incomáti de Xinavane não há certeza nenhuma, tendo em conta que, apesar de ter terminado na sétima posição, não há garantias de participar na prova, devido a problemas financeiros. Por isso, a continuidade de Artur Comboio pode estar comprometida.

No Desportivo Maputo ainda não há nenhuma confirmação, uma vez que depois da saída de Artur Semedo, por maus resultados e “choques” com a direcção, a solução passou por chamar Dário Monteiro para garantir a manutenção. Entretanto, Monteiro é funcionário da Federação Moçambicana de Futebol, onde assume o cargo de seleccionador nacional de sub-20.

O Textáfrica do Chimoio, nono classificado, e a Liga Desportiva de Maputo, décimo, podem manter os seus treinadores da época passada, nomeadamente Aleixo Fumo e Alcides Chambal, este último que chegou quase no final da temporada para substituir Nilton Terroso, afastado por maus resultados.

Finalmente o Ferroviário de Nampula, que conseguiu a manutenção sob comando de Akil Marcelino, poderá, também, continuar com o mesmo treinador, para esta temporada futebolística.

 

PROMOVIDOS AINDA SEM MUITAS CONFIRMAÇÕES

Relativamente as três equipas que foram promovidas do escalão secundário para o Moçambola 2020, nomeadamente Black Bulls, pela zona sul, Matchedje de Mocuba, pelo centro, e Ferroviário de Lichinga, pelo norte, pouco há por se dizer, uma vez que os treinadores que conseguiram a proeza da ascensão, são as apostas, até aqui, das respectivas direcções, faltando saber se reúnem as exigências mínimas para comandar equipas do Moçambola.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos