O País – A verdade como notícia

“Hidrocarbonetos” fortalecem-se para o Moçambola com título provincial

Fotos: O País

A Associação Desportiva de Vilankulo venceu o Temusa Costa do Sol da Massinga e conquistou o título da província de Inhambane este domingo, fortalecendo as suas energias para o arranque do Campeonato Nacional de Futebol, o Moçambola 2022, que arranca a 7 de Maio próximo.

Depois de perder a Supertaça provincial para o Ferroviário de Inhambane, no arranque da temporada futebolística naquela província do sul do país, a Associação Desportiva de Vilankulo reergueu-se e puxou dos galões de equipa do topo para conquistar o Campeonato Provincial de Inhambane.

Na tarde deste domingo, na final diante do Temusa Costa do Sol da Massinga, os “hidrocarbonetos” não tiveram meias medidas e conquistaram a segunda prova da província, revitalizando as energias e enchendo os pulmões para o que vem pela frente, o Moçambola 2022.

Numa final que teve lugar no campo de Muele, na capital da província, Parkin abriu o marcador aos 22 minutos e Victor fechou as contas aos 53 minutos, para dar o primeiro título para a equipa nesta temporada.

Para a atribuição do terceiro lugar, a equipa policial de 17 de Maio da PRM levou de vencida o Ferroviário de Inhambane, vencedor da supertaça, por 5-4 na marcação das grandes penalidades, depois do empate a um golo no tempo regulamentar.

Assim fechou o Campeonato Provincial de Inhambane com a conquista do título do representante local no Moçambola 2022.

 

DESORGANIZAÇÃO NA SÉRIE A DO “PROVINCIAL” DE MAPUTO

Na Série A do Campeonato Provincial de Maputo não houve jogos este final de semana. É que houve muita desorganização e consequentemente faltas de comparências. O Incomáti de Xinavane, por exemplo, não se fez ao campo da Texlom onde iria jogar com o Clube de Amigos da Matola e sofreu falta de comparência, permitindo ao seu adversário colar-se aos “açucareiros” na liderança, com nove pontos em quatro jogos.

De acordo com informações avançadas, o Incomáti de Xinavane teria solicitado à Associação de Futebol da Província de Maputo para que o jogo fosse no seu campo, relvado, alegadamente porque não quer realizar seus jogos em campos pelados, uma vez estar a se preparar para disputar o Moçambola 2022.

Facto mesmo é que os “açucareiros” não se fizeram ao campo e foi-lhe averbada falta de comparência. Sabe-se, porém, que o Incomáti ameaça não mais disputar o “provincial” caso não seja satisfeita a sua reclamação e os seus jogos sejam marcados para um campo relvado.

Na outra partida, entre Atlético de Marracuene e Clube da Manhiça, também marcado para o campo da Texlom, houve algo caricato: as duas equipas optaram pela ausência e somente os árbitros estiveram presentes.

Ademais, não se realizou o embate entre Maiwako FC de Marracuene e Desportiva da Matola porque não houve marcação do jogo.

Pela Série B a Escola de Sargentos de Boane conseguiu manter a liderança, agora com 10 pontos, depois do nulo diante da Associação Jeito de Ressano Garcia. À tangente venceu o Cross United de Ressano Garcia no embate frente ao Timbercity da Moamba, enquanto Clube de Corrumane goleou Real FC de Mahelane por 4-0 e escalou a segunda posição com oito pontos, os mesmos da Jeito de Ressano Garcia.

Maiwako, pela Serie A, e Real de Mahelane, pela Serie B, são lanternas vermelhas e sem nenhum ponto.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos